PSD abstém-se na moção de censura apresentada pelo Chega

Decisão surge na véspera da discussão do documento no plenário. Outros partidos já anunciaram as suas posições.

O PSD anunciou esta terça-feira que se vai abster na moção de censura apresentada pelo Chega, que será votada na quarta-feira na Assembleia da República.

A decisão foi anunciada em comunicado enviado à imprensa, explicando que surge "na sequência da deliberação tomada esta terça-feira pela Comissão Permanente Nacional do PSD", que foi depois remetida à direção do grupo parlamentar do partido, ainda presidida por Paulo Mota Pinto, após ter anunciado a sua renúncia ao cargo. As eleições para a direção da bancada parlamentar acontecem a 12 de julho, após pedido do novo presidente do partido, Luís Montenegro.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG