Passos Coelho no Pontal para dar força ao novo líder do PSD

Ex-primeiro-ministro voltou ao Pontal numa ação de "caráter excecional", vincando de seguida que vai continuar afastado da política.

O ex-primeiro-ministro Pedro Passos Coelho marcou presença no Pontal, a rentrée do PSD, que acontece este domingo em Quarteira.

Primeiro ao lado do secretário-geral do partido, Hugo Soares, Pedro Passos Coelho deixou palavras de apoio à atual direção social-democrata. "Desejo a Luís Montenegro a maior sorte do mundo. É uma pessoa muito bem preparada e sei que vai estar à altura das exigências que o PSD vai enfrentar", declarou, vincando ter "muita confiança" no novo líder do partido.

Num ato raro desde que deixou a vida política, Passos Coelho quis deixar patente que esta é uma ocasião especial e que pode não se repetir. "Venho à festa do Pontal porque é uma festa muito especial. Não vim para fazer grandes declarações. Vim dar um abraço ao Luís Montenegro, uma pessoa bem preparada e competente que tenho confiança que será o próximo primeiro-ministro."

"O PSD tem uma nova liderança, tem pela frente a possibilidade de liderar a oposição e, em simultâneo, preparar uma alternativa de Governo que o país vai precisar seguramente. Portugal vai precisar, não tenho dúvida nenhuma, de um Governo diferente daquele que temos e na altura própria os portugueses irão pronunciar-se sobre isso", afirmou.

Segundo o Expresso, enquanto Passos Coelho falava, uma militante manifestou o apoio ao ex-líder do PSD, dizendo-lhe que o queria ver como próximo Presidente da República. Ideia que foi rejeitada de imediato. "Isto tem um caráter excecional porque continuo retirado da ação política", vincou.

Já Luís Montenegro, à chegada, prometeu: "Vamos levar este projeto político à vida das pessoas".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG