Partido Democrata Europeu na forja

Tiago Matos Gomes, ex-líder do Volt Portugal, está a criar um movimento para lançar um novo partido transeuropeu.

O movimento para recolha das 7500 assinaturas vai arrancar já na próxima semana e visa a criação de um novo partido transeuropeu denominado Partido Democrata Europeu. Ao mesmo tempo que está a ser criada a estrutura para o lançar a nível europeu com o nome de European Star Party. O fundador do movimento é o ex-líder do Volt Portugal, Tiago Matos Gomes.

Como explicou ao DN, independentemente da recolha das assinaturas para a formação do partido, o movimento deverá arrancar a 15 de setembro, Dia Internacional da Democracia, e a previsão é que no final da primavera do próximo ano já esteja constituído como força política. E a tempo de concorrer às eleições europeias de 2024.

"Será um partido ao centro, moderado e reformista", afirma Tiago Matos Gomes, que posiciona a futura força política entre o PS e o PSD. "É necessário um partido ao centro alternativo ao PS e ao PSD, com forte componente federalista e europeísta. Neste momento não há nenhuma força capaz de fazer concorrência aos dois partidos que se posicionam ao centro", frisa.

Sobre o facto de existir outro partido transeuropeu, que liderou até há bem pouco tempo, Tiago Matos Gomes garante que o Volt "claramente não ocupa esse espaço ao centro, tendo ficado "mais próximo do Livre e até de um BE mais moderado". Precisamente uma das razões que o fizeram deixar aquela força política.

Conta agora nesta nova aventura com pessoas que saíram do Volt, mas "maioria não pertencia a nenhum partido".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG