Ministra aposta na profissionalização das Forças Armadas para responder a desafios do mundo atual

O objetivo segundo a ministra Helena Carreiras é reforçar a participação em missões da NATO e da União Europeia.

A ministra da Defesa Nacional defendeu esta terça-feira que o Governo está apostado em reforçar a profissionalização das Forças Armadas, para que possa responder aos objetivos estratégicos do país e às circunstâncias e desafios do mundo atual.

"É aí que vamos apostar, porque é a profissionalização que pensamos que responde, quer aos objetivos estratégicos do país, quer às circunstâncias em que vivemos", disse à agência Lusa Helena Carreiras, em Portimão, onde participou no Dia da Defesa Nacional.

De acordo com a titular da pasta da Defesa, o tipo de missões internacionais e de exigências que se colocam atualmente às Forças Armadas, requer "um reforço dos níveis de profissionalização, com especialização e qualificação adicional".

"O que estamos a tentar fazer, é justamente reforçar os níveis de profissionalização e as condições para concretizar plenamente a profissionalização do serviço militar", frisou, acrescentando que não é intenção do Governo "reinstituir o serviço militar obrigatório" em Portugal.

Segundo Helena Carreiras, a maior capacitação das Forças Armadas foi consagrada no Orçamento do Estado de 2023, "com um reforço do investimento em áreas que são fundamentais".

"Há um reforço em áreas importantes que têm a ver com a nossa participação em missões internacionais no âmbito da NATO, da União Europeia, mas também um reforço importante na manutenção e operação dos nossos meios", destacou.

Na opinião da ministra, é preciso manter os meios operacionais para que Portugal possa "acompanhar o outro pilar" em que o Governo vai continuar a trabalhar "que é o de valorizar as pessoas".

"Estou certa que este reforço orçamental vai completar o conjunto de iniciativas que nos permitirão continuar a manter as Forças Armadas capazes e com pessoas motivadas. É o desafio que vamos tentar cumprir", notou.

Helena Carreiras participou esta terça-feira no Dia da Defesa Nacional em Portimão, no distrito de Faro, onde participaram cerca de 80 jovens, e visitou o Ponto de Apoio Naval da Marinha Portuguesa.

Ao intervir no auditório do Museu de Portimão, a ministra apontou aos jovens a importância das Forças Armadas para "enfrentar os novos desafios e para garantirem a segurança que os estados enfrentam" no mundo atual.

"Nestes desafios muito grandes com que estamos confrontados, as Forças Armadas são imprescindíveis para a defesa dos países, manutenção da paz e da segurança de todos" referiu a ministra, numa alusão à guerra na Ucrânia.

Helena Carreiras considerou a sua presença em Portimão, como "um momento importante para compreender como está organizado o Dia [da Defesa Nacional], como é que os jovens o sentem e como o avaliam".

"O contacto direto permite recolher indicações para melhorar o trabalho de levar a Defesa à sociedade e promover uma verdadeira cultura de Defesa", concluiu.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG