"Identifico-me com a Mafalda. Até já a citei para dizer coisas muito duras em tom de brincadeira"

O famoso questionário de Proust respondido pela eurodeputada socialista Isabel Santos.

A sua virtude preferida?
A coragem. Sem ela a minha vida não tinha graça.

A qualidade que mais aprecia num homem?
O sentido de justiça e a capacidade de transformar a realidade.

A qualidade que mais aprecia numa mulher?
O sentido de justiça e a capacidade de transformar a realidade.

O que aprecia mais nos seus amigos?
A sua generosidade.

O seu principal defeito?
O meu admirável mau feitio... sobretudo durante a manhã.

A sua ocupação preferida?
Ler e viajar. Estou sempre pronta a partir seja lá para onde for. Os livros são excelentes companheiros de viagem e também me transportam para outras paragens.

Qual é a sua ideia de "felicidade perfeita"?
Uma cabana junto à praia.

Um desgosto?
A crescente regressão da democracia e as constantes violações dos direitos humanos ao nível global.

O que é que gostaria de ser?
O que sou.

Em que país gostaria de viver?
Gostava de viver longas temporadas em vários países por onde passei, mas regressar sempre a Portugal.

A cor preferida?
Azul. O meu coração é azul-Porto.

A flor de que gosta?
Magnólia.

O pássaro que prefere?
A águia. Adoro ver o seu voo.

O autor preferido em prosa?
Nos últimos tempos Mia Couto.

Poetas preferidos?
Alexandre O"Neill, Federico Garcia Lorca, Sophia de Mello Breyner.

O seu herói da ficção?
Iron Man.

Heroínas favoritas na ficção?
Identifico-me com a Mafalda. Até já a citei para dizer coisas muito duras em tom de brincadeira.

Os heróis da vida real?
Ilham Tohti, Joshua Wong, Alexei Navalny, Nasrin Sotoudeh.

As heroínas históricas?
Rosa Luxemburgo, Rosa Parks, Adelaide Cabete.

Os pintores preferidos?
Marc Chagall, Fernando Lanhas.

Compositores preferidos?
Mozart, Hector Berlioz, Ludovico Einaudi.

Os seus nomes preferidos?
João e Margarida.

O que detesta acima de tudo?
Gente "armada ao pingarelho".

A personagem histórica que mais despreza?
Sem dúvida, Hitler.

O feito militar que mais admira?
Operação Overlord, mais conhecida por Dia D.

O dom da natureza que gostaria de ter?
Saber cantar... sou um desastre.

Como gostaria de morrer?
De forma rápida e sem sofrimento. Apenas com a lucidez e o tempo estritamente necessários para dizer: obrigada.

Estado de espírito atual?
Verdadeiramente Zen, mas só dura até ao fim das férias...

Os erros que lhe inspiram maior indulgência?
Aqueles que decorrem do excesso de voluntarismo.

A sua divisa?
A sorte protege os audazes.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG