Coronavírus. Grande Oriente Lusitano adia congresso

A mais antiga obediência maçónica em Portugal decidiu adiar o seu 16º congresso, que estava previsto para os dias 13 e 14 de março.

"Consultados e ouvidos diversos Obreiros, reputados profissionais na área da saúde com larga experiência e profundo conhecimento técnico-científico, ponderados diversos fatores relacionados com características das nossas instalações, atentos ao elevado sentido de responsabilidade que é marca do Grande Oriente Lusitano, comunica-se o adiamento do 16º Congresso do Grande Oriente Lusitano previsto para os dias 13 e 14 de Março e do evento "Maçonaria de Portas Abertas" agendadas para 4 e 5 de Abril."

Esta é a principal mensagem de uma comunicação que o grão-mestre do Grande Oriente Lusitano (GOL), Fernando Lima, acabou de enviar a todos os membros da obediência.

"Os referidos eventos serão reagendados em momento oportuno depois de verificada a existência de condições para o efeito", lê-se ainda na mensagem, a que o DN teve acesso.

Foi também decidido que o Conselho da Ordem [o órgão executivo que dirige o GOL], "ciente dos riscos e do potencial impacto da situação decorrente do surto de "coronavírus - covid 19", encarregou o secretário-geral da organização de "criar grupo de trabalho com vista a avaliação do impacto deste nas atividades do Grande Oriente Lusitano e das suas Oficinas, à luz das recomendações da Direção-Geral de Saúde".

O congresso do GOL - um evento de debate e não eletivo - estava subordinado ao tema "O princípio da dignidade da pessoa humana".

Para dia 6 de junho, a obediência tem marcadas eleições gerais que escolherão o novo grão-mestre.

Dois membros da organização assumiram que estão assumidamente a ponderar as suas hipóteses: Daniel Madeira de Castro, economista, tido como próximo do PSD; e Fernando Cabecinha, também economista, este sim militante do PSD, antigo número dois do atual grão-mestre, Fernando Lima Valada, quando este dirigiu a Galilei (ex-Sociedade Lusa de Negócios, holding dona do BPN) e ex-presidente da Grande Dieta (o "parlamento" interno) da organização.

O atual grão mestre Fernando Lima Valada conquistou a liderança do GOL em 2011 e foi reeleito em 2014 e 2017 - uma liderança com uma duração sem precedentes no GOL (onde não há limitação de mandatos). Há semanas anunciou que não voltará a ser recandidato.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG