Rihanna e Príncipe Harry unidos na luta contra o VIH

O membro da realeza britânica e a cantora internacional encontraram-se para celebrar os 50 anos da independência dos Barbados. A dupla aproveitou para dar visibilidade ao combate na luta contra o VIH.

No âmbito da celebração do Dia Mundial da Luta Contra a Sida, celebrado a 1 de dezembro, o príncipe Harry de Inglaterra e a cantora Rihanna juntaram-se na ilha dos Barbados, uma ex-colónia do Reino Unido na América Central, para realizar um teste de VIH.

O propósito da ação serviu para conscientizar a população local sobre a importância na deteção da doença. Após o teste, o príncipe salientou a importância da prevenção do vírus e lembrou que o país tem feito um esforço na erradicação da sua transmissão das mães para os bebés.

No dia anterior, a dupla também marcou presença na cerimónia que comemora os 50 anos da independência dos Barbados. Harry esteve em representação da rainha Isabel II, de 90 anos, no qual foi incumbido de ler um texto da autoria da avó. "O príncipe Filipe [Duque de Edimburgo] e eu enviamos os nossos mais calorosos votos ao governo e ao povo de Barbados", escreveu a monarca, referindo-se ao marido. "Os nossos países têm uma história partilhada, valores partilhados e um afeto que nos continua a ligar. Envio-vos os meus parabéns neste dia de Jubileu de Ouro da Independência", congratulou.

O príncipe Harry e Rihanna foram posteriormente convidados a assistir ao "Mega Concerto" que contou com a presença do primeiro-ministro, Fruendel Stuart. O evento foi saudado por cerca de 20 mil pessoas que acompanharam o acontecimento na capital da ilha, Bridgetown.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG