Quando a ficção se torna real. Sara Ramirez assume bissexualidade 

Atriz que dá vida a personagem de Anatomia de Grey assumiu a sua sexualidade este sábado num evento público

A atriz Sara Ramirez assumiu que é bissexual num seminário para jovens sem-abrigo que pertençam à comunidade LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transgéneros). Sara Ramirez tornou-se famosa nos grandes ecrãs por dar vida a Callie Torres, personagem bissexual na série televisiva Anatomia de Grey.

"Muitos dos nossos jovens sem-abrigo são jovens cujas vidas tocam em muitas encruzilhadas - quer se trate de identidade de género, expressão de género, raça, classe, orientação sexual, religião, estatuto de cidadania", disse a norte-americana num discurso este sábado no evento "40 to none summit", organizado pela True Colors Fund, um grupo de apoio a jovens LGBT.

"E, por causa dessas encruzilhadas que existem na minha própria vida: mulher, mulher multi-racial, mulher de cor, queer, bissexual, mexicana-americana e irlandesa, imigrante e criada por famílias fortemente enraizadas no catolicismo em ambos os meus lados mexicano e irlandês, estou profundamente envolvida em projetos que permitem que as vozes dos nossos jovens sejam ouvidas, e que suportem a nossa juventude nas suas próprias narrativas complexas para que a possamos defender das formas que elas precisam que o façamos", continuou a atriz.

Sara Ramirez, que é casada com o analista de negócios Ryan DeBolt, contou ao Huffington Post que a decisão de sair do armário num evento público foi "muito orgânica e natural".

"Fazia sentido para mim a esta altura porque era um pedaço de um contexto maior que eu queria comunicar", continuou a atriz.

"Os dias de pressionar os nossos jovens LGBT a conformarem-se a uma maneira homogeneizada de se apresentarem acabaram. Temos de reconhecer e consciencializar os outros sobre as suas complexas narrativas", continuou Sara Ramirez.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG