Príncipe Harry quis abdicar e "sair" da família real britânica

Príncipe admitiu dúvidas mas diz que conseguiu definir um papel para ele na realeza

O príncipe Harry quis deixar a família real britânica, mas acabou por decidir ficar e "trabalhar num papel" para assumir, confessou em entrevista publicada este domingo no Mail on Sunday.

O irmão de William, de 32 anos, que já tinha feito estalar a polémica esta semana, quando disse que "nenhum membro da família real queria ser monarca", voltou a revelar ter muitas dúvidas em relação ao próprio papel no seio da família real.

Harry é o quinto na linha de sucessão ao trono e admitiu ao jornal que ter ido para o Exército foi "a melhor saída que teve" e que a experiência de ser "apenas Harry" o levou a considerar abdicar de qualquer papel na monarquia. "Senti que queria sair, mas depois decidi ficar e trabalhar num papel para mim", explicou.

Desde então, o príncipe tem-se destacado ao apoiar veteranos de guerra que ficaram feridos, uma causa que abraçou depois de duas missões no Afeganistão.

Já esta semana, Harry tinha falado das imagens que o mundo recorda no funeral da mãe, Diana, em que ele e o irmão caminharam atrás do caixão. "A nenhuma criança deviam pedir para fazer aquilo".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG