Polícia francesa prende 16 pelo assalto a Kim Kardashian

Celebridade norte-americana perdeu joias no valor de nove milhões de euros

A polícia francesa prendeu esta segunda-feira, na região de Paris e no sul de França, 16 pessoas pelo assalto a Kim Kardashian, que aconteceu no passado dia 3 de outubro.

A norte-americana foi alvo de um assalto em Paris, onde se encontrava para a Semana da Moda da capital francesa. Foi-lhe apontada uma arma para que Kardashian revelasse os códigos do cofre onde estava a maioria das joias que foram roubadas, no valor de nove milhões de euros.

A polícia terá conseguido apanhar 16 dos indivíduos alegadamente envolvidos no roubo, tendo-os identificado através do ADN.

Refira-se que a norte-americana de 35 anos revelou esta semana que a doença de pele que padece, psoríase, se alastrou ao resto do seu corpo depois do trauma do assalto em 2016.

Também no passado fim de semana, num excerto promocional do reality show "Keeping Up with the Kardashians", Kim falou pela primeira vez do assalto. Em conversa com a irmã, a celebridade refere que julgou que ia ser baleada nas costas e admitiu que fica perturbada de cada vez que se recorda do episódio.

Acredita-se que os assaltantes, que estavam disfarçados de agentes da polícia, escaparam de bicicleta após o assalto ao apartamento em que Kim Kardashian estava alojada em Paris. A socialite foi amordaçada e trancada na casa de banho.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG