Pai de Angelina Jolie defende Trump na construção de muro

Jon Voight reforçou o apoio a Donald Trump. O ator defendeu a decisão da construção do muro entre o México e os EUA, como solução para o tráfico de drogas

O ator Jon Voight, pai de Angelina Jolie, mostrou mais uma vez que apoia o agora presidente eleito Donald Trump. O norte-americano de 77 anos disse que a construção de um muro entre o México e os EUA, decisão de Trump, deve ser cumprida, uma vez que "é necessário para evitar o tráfico de drogas através da fronteira mexicana com os Estados Unidos da América".

Em declarações ao jornal britânico Evening Standard, na promoção do filme Monstros Fantásticos e Onde Encontrá-los, Voight admitiu que a medida não é popular. Contudo, o ator vencedor de um Óscar em 1978 justificou que se "trata de uma grande quantidade de droga e que há muitos criminosos e pessoas menos boas a entrar pela fronteira." "Ninguém gosta de viver nessas zonas limítrofes", assegurou.

Voight reiterou ainda que Trump "fará muitas coisas boas e em pouco tempo" e, numa mensagem para quem está contra o futuro 45.º presidente dos EUA, disse: "É preciso ter calma e respirar profundamente."

Esta não é a primeira vez que Jon Voight demonstra apoio público a Donald Trump, tendo chegado a discutir com Robert De Niro no Twitter por causa de divergências de opinião e orientação política.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG