O dia "mágico" de Cláudia Vieira e Rita Pereira numa tribo indígena

A promover o projeto de reflorestação Amazónia Live, na pele de embaixadoras, Rita Pereira e Cláudia Vieira partilharam o dia "mágico" e a "aprendizagem" que retiraram de uma visita a uma tribo indígena no "pulmão do mundo".

As duas atrizes, que estão há quase uma semana na Amazónia, como embaixadoras do Rock in Rio para o projeto Amazónia Live, numa viagem com uma missão ambiental, visitaram uma das tribos indígenas que residem em Xingu, a comunidade Kisêdjê.

Nas redes sociais, Rita Pereira e Cláudia Vieira destacaram o encontro "mágico" e a "aprendizagem" que levaram deste dia, na aldeia Ngôjwéré, partilhando imagens das festas de boas-vindas que a tribo lhes prestou. "Tanto que temos de refletir sobre a forma como vivemos... Que aprendizagem!", frisou Cláudia Vieira. Já a atriz da TVI, que foi pintada com tintas feitas de sementes, frisou: "Isto parece um sonho. Estou na Amazónia, no meio de tribos indígenas, de pessoas incríveis com olhares meigos e puros, que a única coisa que querem é sobreviver", contou Rita Pereira.

Este fim de semana, as atrizes vão assistir a um espetáculo, num palco flutuante no rio Negro, que irá decorrer na floresta amazónica para 200 convidados de todo o mundo, e que contará com as participações de músicos como Plácido Domingo, Ivete Sangalo e Andreas Kisser. A viagem de Rita Pereira e Cláudia Vieira pretende promover os esforços de reflorestação na região, com a parceria entre o Instituto Sócio Ambiental e o Rock in Rio a prometer a plantação de quatro milhões de árvores.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG