Paris Jackson pediu ajuda antes de tentar suicídio

Publicação norte-americana avança que a filha do malogrado Michael Jackson ligou a uma linha de apoio telefónico antes de fazer cortes nos pulsos."Ela só queria atenção", revela fonte.

"A Paris queria ser salva. Não faz sentido alguém ligar a uma linha de ajuda telefónica se quiser morrer, quando sabe que a pessoa que está a atender a chamada irá pedir uma ambulância para a salvar", revela uma fonte policial, citada pelo site perito em assuntos de celebridades TMZ. Ainda de acordo com a fonte contactada pelo meio de comunicação social, a tentativa de suicídio da filha de Michael Jackson não passou de uma "chamada de atenção", uma vez que a jovem de 15 anos terá tentado alertar os serviços de emergência médica.

Apesar de tudo, o site informa que o departamento policial de Los Angeles terá que classificar a chamada como uma tentativa de suicídio, uma vez que a jovem terá tentado cortar os pulsos e, segundo novas informações avançadas pelos media norte-americanos, ingerido drogas.

Com Paris internada no hospital desde esta quarta-feira, dia 5, a avó Katherine Jackson decidiu emitir um comunicado, não adiantando, no entanto, pormenores acerca do estado da neta. "Ser uma adolescente sensível com 15 anos é difícil independentemente de quem sejas. Mas é especialmente difícil quando perdes a pessoa mais próxima de ti, que neste caso era o seu pai. Paris está fisicamente bem e está a receber os cuidados médicos apropriados. Por favor respeitem a privacidade dela e da restante família", pediu a mãe do malogrado Michael Jackson.

Também Debbie Rowe, mãe biológica de Prince e Paris Jackson, decidiu fazer a sua própria declaração sobre a filha, horas depois de ter sido "apanhada" pelas câmaras de um paparazzo a falar com agentes policiais, em frente à sua casa. "Apreciamos todos os votos de melhoras dirigidos à Paris e pedimos o respeito pela privacidade da família".

Recorde-se que o próximo dia 25 marca quatro anos desde que o cantor foi encontrado morto em sua casa,vítima de uma overdose por medicamentos. Paris Jackson é um dos nomes indicados para testemunhar sobre a morte de Michael em tribunal.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG