E o ódio da semana nos EUA é... Ariana Grande

Chamam-lhe o #donutgate. A cantora foi filmada numa loja de donuts não só a lamber uma travessa de bolos mas também a dizer "odeio americanos, odeio a América".

Outrora estrela do canal infantil Nickelodeon, Ariana Grande, 22 anos, está a fazer o caminho que a maioria das estrelas teen faz: crescer, tornar-se provocante e... gerar polémica. A intérprete de êxitos como Problem e Bang Bang já veio a público pedir desculpa por ter insultado o seu país natal.

O episódio, denominado #donutgate nas redes sociais, foi divulgado pelo site de entretenimento TMZ. No vídeo, Ariana Grande surge com um grupo de amigos, entre os quais o seu namorado, o bailarino Ricky Alvarez, numa loja de donuts. Enquanto os empregados estão de costas, a cantora, aparentemente desafiada pelos amigos, lambe vários bolos expostos em cima do balcão.

Quando um dos empregados chega com um tabuleiro de bolos de tamanho XL, Ariana diz, alto e bom som: "Odeio americanos. Odeio a América", acrescentando ainda: "isto é nojento". O vídeo, alegadamente captado no passado fim-de-semana numa conhecida cadeia de donuts da Califórnia, obrigou a cantora a emitiu um pedido de desculpas público.

Na sua página oficial de Twitter, Grande disse "ter um imenso orgulho em ser americana". "O que eu disse num momento privado foi tirado do contexto e lamento não ter sido mais comedida na escolha das palavras que usei". Apesar do pedido de desculpas, a cantora, natural da Califórnia, explicou ser defensora de "um estilo de vida saudável" e alertou para o facto dos EUA serem um dos países com maior taxa de obesidade infantil. "Isso deixa-me frustrada", confessou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG