Cliff Richard: polícia não consegue provar alegados abusos sexuais

As autoridades não estão a consegur provar que o músico tenha abusado sexualmente de menores na década de 80. Uma das alegadas vítimas já foi dispensada, por não existirem fundamentos para a acusação.

Até agora, Cliff Richard ainda não foi acusado formalmente nem detido, mesmo depois de no ano passado a polícia ter entrado na sua mansão à procura de provas que o ligassem a alegados abusos sexuais de menores, noticia hoje o The Telegraph.

A primeira acusação surgiu quando um homem disse ter sido abusado sexualmente pelo cantor nos anos 80. Depois, surgiram mais outros dois depoimentos, mas até agora nenhuma das três acusações conseguiu ser provada e uma delas foi mesmo arquivada.

Cliff Richard, de 74 anos, está a preparar uma tournée para celebrar o seu 55º aniversário de carreira, no próximo mês. O cantor sempre negou as acusações.

Recorde-se que quando as autoridades entraram na sua mansão - uma rusga que foi filmada pela BBC (a estação de televisão foi fortemente criticada por isso) - Cliff refugiou-se em Portugal, na sua quinta na Guia (Albufeira), onde passa férias desde os anos 60.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG