Não há coincidências. Nem nos divórcios das estrelas

Laura Wasser é uma advogada norte-americana e já conduziu os divórcios de várias celebridades

Terminar um casamento pode ir além do desgosto amoroso. No caso das celebridades, o fim de uma relação toma, por vezes, proporções gigantescas, chegando mesmo a ter efeitos nocivos na imagem e nas respetivas carreiras. Daí que seja um processo a ser gerido com pinças. Laura Wasser, advogada especializada nesta área, tem na sua carteira de clientes algumas das estrelas mais famosas de Hollywood e revelou, em entrevista ao Bloomberg, algumas das estratégias que usa.

O divórcio de Jennifer Garner e Ben Affleck, que se tornou público no verão do ano passado, é um dos exemplos mais prementes. O facto de ter sido ensombrado por rumores de que o ator teria traído a mulher com a baby-sitter, algo que já foi entretanto desmentido pela atriz, veio complicar ainda mais o cenário perante a opinião pública.

Pouco depois era anunciada a separação de Gavin Rossdale e Gwen Stefani, esta última também cliente da famosa advogada. Coincidência? Não. "Costumo dizer aos meus clientes: "Tenho mais alguém [que também se vai divorciar], mas não posso dizer quem. Acho que devia esperar para anunciarem [a separação] ao mesmo tempo". O objetivo? Dividir as atenções dos media.

O timing é determinante e o motivo é sempre o mesmo: apanhar os meios de comunicação social desprevenidos. Neste sentido, Laura Wasser opta por tornar públicos os divórcios dos seus clientes às sextas-feiras à tarde. Ou após um período de férias, altura em que "podem parar de fingir que estão felizes". É também por isso que é comum haver anúncios de divórcios depois de ter sido realizada a cerimónia dos Óscares, já que aparecer sozinho na passadeira vermelha pode ser uma verdadeira dor de cabeça.

A estratégia da advogada norte-americana é por vezes comprometida depois de dar entrada com o processo de divórcio dos seus clientes nos tribunais, com fugas de informação que vão parar aos tabloides. Daí que Wasser prefira jogar com a antecipação, aconselhando as celebridades que contratam os seus serviços a esperar pela altura certa, antes mesmo de avançarem judicialmente. "Acontece tudo de forma muito rápida", justifica. "Costumo dizer aos meus clientes: os papéis estão prontos. Dentro de uma hora vai estar no TMZ [site que acompanha a vida das grandes estrelas]".

Laura Wasser, que já teve na sua carteira de clientes celebridades como Britney Spears, Angelina Jolie, Stevie Wonder, Maria Shriver e até três irmãs do clã Kardashian, cobra 850 dólares por hora (cerca de 745 euros) e muito raramente representa alguém que tenha uma fortuna inferior a 10 milhões de dólares.

Ao longo dos anos foi construindo uma carreira irrepreensível. "Existe uma mitologia em torno da Laura Wasser em Hollywood. Ela tem uma reputação muito forte", revelou o produtor de cinema Brian Grazer, que contratou os serviços da advogada em 2006, ano em que se divorciou de Gigi Levangie Grazer. E, ainda hoje, Brian continua a pedir conselhos a Laura Wasser sempre que precisa.

Apesar de o seu trabalho se centrar em divórcios, a advogada frisa que não é "anti-amor". "Conheço vários casais que têm uma maravilhosa e longa vida conjugal", destacou ainda ao Bloomberg. Ainda assim, Wasser, que é divorciada, não pretende voltar a casar-se. "Não gosto da ideia de voltar a assinar um contrato com alguém", justificou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG