"Não é fácil o raio da menopausa aos 31 anos"

Sofia Ribeiro descreveu alguns dos efeitos secundários da quimioterapia

"Não é mesmo fácil fazer quimioterapia e viver com todos os efeitos dela no corpo, na alma e na vida. Quem passa por ela sabe bem o que digo", escreveu Sofia Ribeiro na sua página de Facebook. Desde que está a lutar contra um cancro na mama, a atriz tem utilizado a rede social para partilhar com quem a segue as suas vitórias e os seus receios. Foi o que aconteceu este fim de semana, quando quis mostrar a felicidade que sentiu por ter conseguido andar quatro quilómetros "que mais pareciam 20".

Num longo desabafo, Sofia confessou que "não é fácil o entra e sai de agulhas no corpo", o querer "correr e só conseguires andar". E contou que também "não é fácil o raio da menopausa aos 31 anos". "Dormir de pijama, roupão, edredom e uma manta nos pés e teres frio. Não é fácil na mesma noite, pores e tirares o pijama, o roupão, o edredom e a manta porque do nada, parece que estão mais 40 graus, ou menos 40, que não te deixam dormir".

Na publicação, que recebeu comentários de apoio de quem já passou pelo mesmo, a atriz prosseguiu, dizendo que "não é fácil ver a roupa e os sapatos deixarem de servir porque estás cada vez mais inchada. Não é fácil as hormonas loucas dentro de ti! Ou a falta delas, que em dias te deixam louca a ti. Não é fácil um 'tratamento' que no fundo não termina. Porque hoje, em boa verdade sabes, é para sempre. Podem até passar os 'famosos' cinco anos, mas será sempre para a vida. Nem que seja para nos lembrar de a vivermos o melhor que pudermos".

A terminar, um desejo: "Que as pequenas alegrias do dia-a-dia tornem todas as tristezas suportáveis. Que as pessoas bonitas à nossa volta nos lembrem o porquê de valer a pena seguir em frente quando temos dúvidas.
Que um dia lindo de sol como o de hoje nos sussurre ao ouvido: Viste? É por isto que lutas".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG