Marido de Cotillard condena rumores "estúpidos e sem fundamento"

Guillaume Canet reagiu aos rumores de que a sua mulher se teria envolvido com Brad Pitt. Condenou a "fúria dos tabloides" e as "acusações estúpidas e sem fundamento"

Dias depois de Marion Cotillard ter desfeito rumores de um romance com Brad Pitt, o seu marido, Guillaume Canet, sentiu a mesma necessidade de se pronunciar sobre o assunto. "Eu não costumo falar da minha vida privada, que até agora protegi com cuidado... Mas a fúria dos tabloides, a estupidez de pessoas que gostam de se chamar jornalistas e os haters que se sentem mais corajosos atrás de um teclado, levam-me a falar", começa por explicar o ator e realizador francês, numa publicação no Instagram.

Junto de uma imagem de um sinal de perigo, Canet continuou a defender "o orgulho, amor, respeito e admiração" que sente por Marion, assegurando que continuam "fortes perante todas estas acusações estúpidas e sem fundamento".

Dirigindo-se diretamente à comunicação social, o cineasta de 43 anos invocou ainda as palavras da sua mulher, que desejou "rápidas melhoras" a quem a tem julgado. "Tal como a Marion disse e bem, espero que melhorem e que aspirem a algo mais na vossa vida para além de escreverem constantemente merda".

A intervenção de Canet surge dias depois de Cotillard, também no Instagram, ter quebrado o silêncio, aproveitando para se declarar ao parceiro de há oito anos e anunciar que está à espera de um segundo filho seu.

"Não estou habituada a comentar assuntos como este nem a levá-los a sério, mas esta situação está a agravar-se e a afetar pessoas que amo. Em primeiro lugar, há muitos anos conheci o homem da minha vida, pai do meu filho e do bebé de que estou agora à espera. Ele é o meu amor, o meu melhor amigo, o único que me faz falta", esclareceu a atriz de 40 anos, que já é mãe de Marcel, de cinco.

Recorde-se que, esta semana, Angelina Jolie pediu o divórcio a Brad Pitt, alegando "diferenças irreconciliáveis". De entre os motivos apresentados pela imprensa internacional para justificar a rutura destacam-se ainda divergências no que diz respeito à educação dos filhos. Pitt foi, entretanto, acusado por alegada violência "verbal abusiva" e "física" para com uma das crianças e poderá ser alvo de uma investigação do FBI.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG