Maria Vieira ameaça levar Ana Bola a tribunal

Maria Vieira quebrou o silêncio relativamente às declarações de Ana Bola e esclareceu que, ao contrário do que tem vindo a ser sugerido, os textos que publica nas redes sociais são da sua autoria

Ana Bola terá escrito há uma semana que Maria Vieira é "uma criatura execrável" na sua página de Facebook, comentário atribuído à opinião de Parrachita, como é conhecida Maria Vieira, sobre Donald Trump. A publicação foi entretanto eliminada, mas não sem antes se gerar uma onda de críticas à postura da atriz visada perante a sua simpatia para com as políticas do novo presidente dos Estados Unidos. Agora, porque Ana Bola falou esta sexta-feira de manhã em direto no programa Você na TV, da TVI, Maria Vieira veio a público defender, não só as suas opiniões, mas também a questão colocada desde então: se será ela a autora das publicações em seu nome nas redes sociais.

"Venho afirmar que os textos publicados na minha página [de Facebook] são escritos por mim e não por outrem, que como qualquer outro cidadão tenho o direito democrático concedido pela liberdade de expressão de expor as minhas ideias e os meus pensamentos sem ser sujeita a insultos e à propagação de mentiras caluniosas por parte de pessoas que se dizem minhas amigas ou conhecidas sejam elas a Srª Ana Bola ou qualquer outra pessoa pública com acesso direto a meios de comunicação que possam de alguma forma me prejudicar, difamar ou ofender", diz a intérprete.

Maria Vieira acrescenta no seu comunicado online que o seu advogado "já tem em seu poder todos os documentos referentes às ofensivas declarações posteriormente deletadas pela Srª Ana Bola na sua página de Facebook, assim como as imagens que documentam as suas declarações proferidas no programa Você na TV". "Faço saber que de imediato darei início a um processo judicial contra a Srª Ana Bola ou qualquer outra pessoa pública que insistir em divulgar publicamente as mentiras que sobre mim forem proferidas ou os eventuais insultos que sobre mim forem efetuados. É assim, desta forma que gostaria de evitar, tendo em conta o passado mais ou menos afável e amistoso que caracterizou a minha relação com a Srª Ana Bola que pretenderei agir, caso estes tristes acontecimentos se voltem a repetir no futuro", escreve.

A atriz acusa ainda a colega de profissão de dizer "mentiras mal-intencionadas que descaradamente tentam prejudicar" a sua "vida pessoal e profissional".

No programa da estação de Queluz de Baixo apresentado por Manuel Luís Goucha e Cristina Ferreira, Ana Bola afirmou que "jamais chamaria execrável à Maria Vieira". "Este post que eu fiz não foi na sequência do post do Trump, com o qual eu não concordo, mas sim na sequência daquele discurso que a Meryl Streep fez na entrega dos Globos de Ouro em que a Maria Vieira fez um comentário estranhíssimo, sendo ela também uma mulher e atriz. Isto vem numa sequência de comentários e que eu não acredito que sejam escritos pela Maria Vieira", frisou.

"Tenho muitos amigos de direita com os quais me dou lindamente e o que se passa ali, naquela página do Facebook, é para lá de ser de direita ou de esquerda. É uma coisa quase ao nível de coisas perigosas, de coisas nazis, salazaristas... e com isso eu não posso concordar", continuou Ana Bola.

No comentário publicado na semana passada, a Bola lamentou "que a pessoa boa, justa, inocente e simpática, talentosa e feliz que conheci se tenha transformado numa criatura execrável".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG