José de Abreu cospe em casal "fascista" num restaurante

O ator brasileiro desentendeu-se com casal que jantava no mesmo restaurante.

O ator brasileiro José de Abreu, conhecido pelas várias personagens das novelas da Globo que já interpretou, exaltou-se num restaurante em São Paulo e cuspiu num homem e numa mulher que ali jantavam. Num incidente motivado por desentendimentos políticos, o ator dedicou o ato ao deputado Jean Wyllys, que tentou cuspir no também deputado Jair Bolsonaro, na sessão de votação do impeachment contra Dilma Rousseff.

O ator usou o Twitter para explicar o sucedido: "Acabei de ser ofendido num restaurante paulista. Cuspi na cara do coxinha e da mulher dele! Não reagiu! Covarde. Advogado carioca... Durante meia hora ofenderam minha esposa e ela não me disse nada. Na hora de ir embora ele se levantou e começou a discursar. Cuspi na cara!" "Adorei a confusão com o coxinha. Fujão covarde levou uma cuspidela na cara e a mulher levou outra. Fascistas são tratados assim", acrescentou ainda José de Abreu.

O ator e comediante José de Abreu tem tido ao longo da sua vida uma participação ativa nos grandes temas da sociedade civil, tendo também assumido filiação política. Em 1967 chegou a ser preso durante o congresso da União Nacional de Estudantes, vendo-se obrigado a exilar-se na Europa durante seis anos.

Veja o vídeo do incidente:

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG