Jennifer Garner e Ben Affleck: divórcio avança mesmo

Dois anos após a separação, os atores deram início ao processo no tribunal

O divórcio de Jennifer Garner e Ben Affleck vai mesmo acontecer. Dois anos depois de terem confirmado a separação e após notícias de que estariam a tentar salvar o casamento, os dois atores entregaram os papéis no tribunal superior de Los Angeles.

De acordo com a informação avançada pelo jornal Los Angeles Times, a protagonista da série A Vingadora e o realizador de Argo alegam "diferenças irreconciliáveis". Os dois atores pretendem a custódia partilhada dos três filhos: Violet, 11 anos, Seraphina, 9, e Samuel, 5.

Segundo o mesmo jornal, a decisão terá sido amigável.

Foi em junho de 2015, quando estava casados há dez anos, que Jennifer Garner e Ben Affleck confirmaram o que há algum tempo circulava como rumor: a separação. "Depois de muita ponderação, tomámos a difícil decisão de divorciar-nos", afirmou o casal em comunicado.

Durante quase dois anos, nunca formalizaram o divórcio e, há cerca de um mês, surgiram notícias de que estariam a tentar salvar o casamento.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG