Existem mais quatro acusações de assédio sexual contra Kevin Spacey

Entre as alegações existe a de uma mulher, que na altura era adolescente. São mais casos na vaga de denúncias contra o ator

Existem quatro novas acusações de assédio sexual por parte de Kevin Spacey que, na sequência do escândalo, já se viu obrigado a pedir desculpas e assumir que é homossexual.

Agora, diz a BBC, surgem mais quatro de denúncias: três de homens, mas também uma de uma mulher.

Heather Unruh, que em outubro já havia tweetado sobre o facto de Spacey ter assediado um ente querido da jornalista, disse esta quarta-feira, em conferência de imprensa, que o filho foi vítima do ator. Tudo terá acontecido quando o rapaz tinha 18 anos, num bar em Nantucket, Massacusetts, EUA, em julho de 2016. Kevin Spacey terá convidado o filho de Heather para uma festa e comprou-lhe álcool, sendo que no referido Estado só aos 21 anos é legal consumir bebidas alcoólicas, e depois "agarrou-lhe" os genitais. O rapaz acabou por não ir à festa, aproveitando uma ida do ator à casa de banho para fugir. Uma investigação está já em curso, acrescentou.

"As suas ações são criminosas", frisou, esta quarta-feira, Heather Unruh, em conferência de imprensa.

Outra acusação vem da Irlanda do Norte, do barman Kris Nixon, que em 2007 terá sido assediado pelo actor. "Kevin Spacey sentou-se ao pé de mim num sofá e depois agarrou-me o pénis", disse Nixon à BBC., que só agora se sentiu à vontade para contar o sucedido, dada a recente vaga de alegações em torno do ator. Noutra ocasião, e no bar onde trabalhava, Nixon foi novamente assediado por Spacey. "Não quis fazer uma cena, ele era um cliente e eu não queria ser despedido", acrescentou Kris Nixon.

Outra pessoa que veio a público na sequência das várias acusações foi um realizador norte-americano, que preferiu permanecer anónimo, de 44 anos, que, com 22, foi assediado por Spacey, que lhe fez massagens e colocou a mão nas coxa. O ator era "muito afável e simpático com toda a gente" mas, certo dia, começou a massajar também o pescoço e os ombros do referido realizador, que se sentiu "incrívelmente desconfortável".

No meio das alegações há ainda uma mulher, Kate Edwards. Em 1986, Spacey tinha 26 anos e Edwards tinha 17. Convidada para uma festa de aniversário em casa do ator, quando chegou lá apenas estava presente a estrela de Hollywood. Os dois beijaram-se, com o consentimento de Edwards, que depois foi para casa quando percebeu que Kevin Spacey queria fazer sexo com ela.

"O que me fizeste e fizeste a outras pessoas é inaceitável. Gostava que soubesses que me magoaste e isso afetou-me nos anos seguintes", disse Kate Edwards à BBC, numa espécie de mensagem direta a Spacey. Depois da situação em 1986, Kate teve uma depressão, ganhou peso e, eventualmente, deixou de trabalhar no espetáculo onde colaborava na altura.

Relacionadas

Últimas notícias

Brand Story

Tui

Mais popular

  • no dn.pt
  • Pessoas
Pub
Pub