Guarda-costas de Kim Kardashian declarou falência

Pascal Duvier, o guarda-costas de Kardashian que esteve ausente na noite do assalto, declarou falência da sua empresa de segurança e, estranhamente, eliminou todas as ligações à "socialite" nas redes sociais

Se olharmos para várias fotografias de Kim Kardashian em público, nos últimos anos, encontramos um elemento comum: o guarda-costas Pascal Duvier, que protege não só a socialite de 35 anos, como toda a família Kardashian na maioria das suas deslocações.

Dias depois de Kim ter sido assaltada em Paris, França, onde a ausência de Pascal foi imediatamente notada, a imprensa britânica revela que este declarou falência da sua empresa de segurança privada, já há cerca de dez semanas, com um dívida superior a um milhão de euros, e que, estranhamente, eliminou todas as referências a Kim nas redes sociais.

O profissional de 43 anos, que estava numa discoteca na madrugada de segunda-feira quando cinco assaltantes entraram no apartamento da mulher de Kanye West e levaram quase dez milhões de euros em joias, era dono da empresa alemã ProtectSecurity, que ao longo de 19 anos protegeu celebridades como Fergie, Will.i.am, Justin Timberlake, Christina Aguilera, Lana del Rey ou Katy Perry.

"Há imensas dívidas. Imensas reclamações", contou ao Daily Mail o advogado destacado para o caso de insolvência, que deu entrada no tribunal a 22 de julho.

Sobre o assalto que deixou Kim Kardashian "abalada", no início desta semana, sabe-se que Duvier terá chegado ao local cerca de dois minutos depois de os atacantes terem escapado de bicicleta. "Temos dicas e pistas e vamos encontrar-vos. Vocês meteram-se com a pessoa errada", deixou o aviso, na altura. Amigos da estrela de reality TV garantem que esta não o responsabiliza pelo assalto, mas já há quem o faça, sobretudo na internet.

Esta quarta-feira à tarde, a imprensa britânica realçou o facto de Pascal ter eliminado das suas contas nas redes sociais todas as referências de que trabalhou para Kardashian e todas as fotografias em que surgia atrás dela. No entanto, de acordo com o TMZ, isto não significa que foi despedido. Trata-se apenas de uma medida de segurança para evitar que possíveis criminosos saibam onde se encontram os membros da família Kardashian, a determinada altura.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG