Gomez, Adele e Ronaldo também batem recordes nas redes sociais

Selena reina na fotografia com mais gostos no Instagram. O português é mais forte no Facebook, com 118 milhões de seguidores

Nos últimos anos, a utilização de redes sociais triplicou. De acordo com os números mais recentes da Marktest, 54,8% dos portugueses têm perfil em pelo menos uma destas plataformas. E, claro, aqui são também os famosos que mais chamam a atenção, com dois terços dos utilizadores portugueses (67%) a admitir seguir figuras públicas.

No Instagram, neste ano, a rainha dos gostos foi a cantora Selena Gomez. A norte-americana conseguiu um máximo de seis milhões de likes numa fotografia em que surge com uma garrafa de refrigerante cujo rótulo tem a letra de uma das suas canções. Não foi a única. As seis imagens com mais gostos são todas da artista, cujo domínio no top 10 só é interrompido na sétima e na nona posições, em que surgem fotografias de Cristiano Ronaldo a empunhar a taça ganha no Euro 2016.

O domínio de Ronaldo é mais forte no Facebook, onde soma 118 milhões de seguidores. Em 2016, conseguiu ultrapassar Shakira, que agora está em segundo com uns respeitáveis 104 milhões de fãs na rede social. Em terceiro, com cem milhões, surge o ator Vin Diesel.

No YouTube foi Adele quem ocupou um lugar a que já está habituada: o primeiro. A passagem da cantora britânica pelo Carpool Karaoke mereceu 135 milhões de visualizações em todo o mundo, ultrapassando em quase 30 milhões o concorrente mais próximo: Pen-Pineapple-Apple-Pen, do japonês Pikotaro.

Em doses de 140 caractéres, foram escritos milhões de tweets sobre os Jogos Olímpicos deste ano. Rio 2016 foi o tema mais popular do ano no Twitter, seguido de perto pelo jogo Pokémon Go. A rede de microblogging discutiu ainda muitos temas de índole política. As hashtags brexit, Trump, Election2016 e BlackLivesMatter entram no top 10.

Num ano marcado por mortes, RIP foi a nona trend mais comentada. Game of Thrones, que também proporcionou doses generosas de RIP, fecha esta tabela.

Pokémon Go destacou-se também nas pesquisas no Google. Foi o tema mais procurado pelos internautas em 2016, logo seguido pelo novo iPhone 7, pelo presidente norte-americano eleito, Donald Trump, e por Prince, que morreu em abril.

Só para Portugal, Maria Leal

Nas pesquisas mais populares no Google, Portugal destacou-se com uma figura exclusiva do nosso país. Maria Leal, anteriormente celebrizada por uma curta participação no reality show A Quinta, da TVI, quando ainda era só conhecida por ser ex-namorada de um concorrente, tornou-se em outubro a pessoa mais procurada no motor de busca. Após atuar no programa Você na TV, do mesmo canal, com o tema Dialetos de Ternura, os portugueses quiseram saber mais: a sua atuação tornou-se viral e somou milhões de visualizações.

Nuno Dias, especialista em redes sociais, está convencido de que fenómenos virais como estes continuarão a repetir-se. "Quando o conteúdo é bom - de uma música, publicidade ou de um momento -, o fenómeno viral nasce", explica. No entanto, acrescenta que os esses casos "são rápidos e muitas vezes efémeros", estando unicamente "baseados em gostos ou características de quem os partilha". "Numa era em que a informação nos passa pelo scroll do computador ou de um smartphone, essa surpresa nasce dos assuntos quotidianos que rapidamente proliferam e se propagam nas redes sociais", acrescenta.

No nosso país, no Facebook, é o futebol que domina. Cristiano Ronaldo lidera de forma avassaladora sobre aqueles que, no ranking do Facebook, o perseguem: Pepe (11,2 milhões), Nani (7,3 milhões), Fábio Coentrão (5,9 milhões) e Ricardo Quaresma (3,5 milhões). Sara Sampaio surge em sexto lugar e é a primeira mulher da lista.

O domínio nacional de Ronaldo é também evidente no Twitter, onde os seus 49 milhões de seguidores rivalizam com os menos de quatro milhões que seguem Nani e Fábio Coentrão. Nuno Dias explica que este domínio do futebol se explica por ser "o desporto mais jogado e mediatizado no nosso país, com uma cobertura noticiosa bastante intensa por parte dos órgãos de comunicação".

"Num ano em que o Europeu foi ganho pela nossa seleção e num país que tem Cristiano Ronaldo, é normal que as presenças nas redes sociais de jogadores de futebol sejam bastante seguidas", termina o especialista.

Os anónimos

Sem intenção. Dona Virinha tornou-se um fenómeno digital. Natural de Ourém, mas a viver em Caria, perto de Belmonte, foi abordada por um casal que precisava de indicações. Estava encontrada "A Verdadeira Mulher da Beira", que falou de um sinal mal posto, mas também deu sinais de exasperação - em português vernáculo - com os políticos locais, a internet, os canais de televisão portugueses e a falta de aptidão sexual dos jovens.

O youtuber @elrubius apelou aos seus seguidores na rede social de vídeos para retuitarem uma das suas mensagens no Twitter e alcançou o post mais difundido na plataforma de microblogging, com quase 1,4 milhões de retweets. Dizia "Limonada". Assim, sem mais.

Gianluca Vacchi, um milionário italiano com 49 anos de idade, tornou-se conhecido por partilhar a sua vida luxuosa no Instagram. O perfil, criado em maio, já conta com mais de sete milhões de seguidores.