Filha de Stanley Kubrick quer ajudar atriz de "The Shining"

Vivian Kubrick foi uma das figuras que se insurgiu contra a participação de Shelley Duvall no programa "Dr. Phil"

A participação de Shelley Duvall no programa Dr. Phil que foi para o ar esta sexta-feira nos Estados Unidos gerou controvérsia. A atriz de 67 anos, que teve em The Shining um dos papéis mais marcantes da sua carreira, surgiu debilitada a nível físico e psicológico, fazendo levantar um coro de críticas a Phil McGraw.

Mia Farrow apelou, mesmo antes de o programa ir para o ar, para que o psicólogo e apresentador não emitisse o segmento com Duvall, que há 36 anos interpretou o papel de mulher de Jack Nicholson naquele filme. "Vergonha, Dr. Phil. Se ele tiver um pingo de decência, não vai colocar no ar o programa em que explora uma atriz amada e talentosa", escreveu Farrow nas redes sociais. Mais tarde, voltou a fazer o mesmo apelo: "É perturbador e não é ético que se explore a nossa amada Shelley Duval neste momento tão vulnerável da sua vida".

Também Vivian Kubrick, filha do realizador de The Shining, Stanley Kubrick, criticou a postura do apresentador e anunciou o lançamento de campanha na plataforma Go Fund Me com vista à angariação de dinheiro para ajudar Shelley Duvall a conseguir a sua independência financeira e "talvez, recuperar a sua saúde.

Exclusivos