Ela experimentou as dietas de 14 celebridades e conta como foi

Jornalista da New York Magazine imitou dietas dos famosos e sobreviveu para escrever o livro. Gwyneth Paltrow vence na categoria saudável. As dietas de Karl Lagerfeld ou Greta Garbo são intragáveis.

A jornalista e escritora Rebecca Harrington, autora de uma coluna de opinião na New York Magazine, decidiu pôr-se à prova e experimentar os regimes alimentares das celebridades. Escolheu 14 homens e mulheres, conhecidos pela excentricidade dos hábitos à mesa - tudo em nome do corpo perfeito - e decidiu documentar em livro, com um rigor quase científico, as suas experiências gastronómicas, precisando o relato com detalhes das mudanças no seu próprio corpo.

Gwyneth Paltrow, Elizabeth Taylor, Karl Lagerfeld, Marilyn Monroe, Cameron Diaz, Madonna, Greta Garbo, Victoria Beckham, Beyoncé, Jackie Kennedy, Sophia Loren, Pippa Middleton, Carmelo Anthony e Dolly Parton foram os escolhidos para esta espécie de pesquisa científica: a jornalista seguiu durante dez dias o regime alimentar de cada uma destas celebridades, com exceção para a excêntrica dieta do estilista Karl Lagerfeld, que se viu obrigada a abandonar no fim do quarto dia por excesso de cafeína: o estilista bebe dez Coca Colas light diárias. Todo o percurso está detalhado em 'I'll Have What She's Having: My Adventures in Celebrity Dieting', - Eu Quero o Mesmo que Ela: As Minhas Aventuras nas Dietas das Celebridades, em tradução literal - livro que ainda não foi editado em Portugal mas já pode ser lido em inglês.

Ao El País, a autora revelou que a ideia de pôr em prática as várias dietas das celebridades lhe ocorreu depois de imitar o regime alimentar de William G. Talf, o presidente mais gordo dos Estados Unidos da América. "Depois de viver a estranha experiência de comer linguado fervido ao pequeno-almoço, pensei que seria divertido experimentar as rotinas alimentares de outras pessoas conhecidas". Leu biografias, pesquisou e apenas colocou duas condições antes de iniciar a experiência: comer exatamente o mesmo que cada pessoa e tentar imitar outros aspetos da sua vida, como o exercício físico, hábitos quotidianos e até a forma de vestir.

A dieta que mais gostou de fazer, admite, foi a de Gwyneth Paltrow, conhecida pela quase obsessão por um estilo de vida saudável onde a alimentação é fator crucial. "Tudo o que come é realmente delicioso e muito saudável", realça a jornalista. No entanto, as alergias de Paltrow ao iogurte, tomate e morangos obrigaram-na a prescindir destes alimentos e a conta no supermercado triplicou comparando ao que tinha investido para outras dietas. Já para não falar do exercício físico, altamente exigente. Mas, segundo Harrington, os dez dias a comer como a atriz foram um êxito. O mesmo não pode dizer-se do regime alimentar de Karl Lagerfeld, que a jornalista não foi capaz de levar além do quarto dia, devido às dez Coca Colas light diárias ingeridas pelo estilista e pelo facto de este dormir sempre sete horas, deite-se à hora a que se deitar. Perdeu dois quilos e abandonou a dieta depois de quase incendiar a casa, na tentativa de cozinhar uma codorniz segundo uma receita de Lagerfeld.

A experiência com a dieta de Greta Garbo também não foi bem sucedida: ao pequeno-almoço, a atriz bebia sumo de laranja com dois ovos batidos, gostava de leite com levedura e melaço, "o pior batido de todos os tempos", na opinião da autora, e tinha dias em que se alimentava apenas de espinafres. No final do regime, Harrington tinha menos quatro quilos e muito má cara. Já com a dieta de Beyoncé, por exemplo, conseguiu perder dez quilos em dez dias, experimentando a dieta que a cantora fez antes de representar no filme 'Dreamgirls' e o regime rico em proteínas que seguiu depois de dar à luz a filha, além das duas horas diárias de exercícios. Apesar de a comida ser saborosa, a jornalista não deixa de apontar as escassas quantidades ingeridas e agradeceu a refeição semanal de pizza e vinho que a Beyoncé se permite.

Depois de ter experimentado os 14 regime alimentares, a conclusão da jornalista foi que estar de dieta, permanentemente, é um trabalho duro. Apesar de prestar atenção aos alimentos que ingere, Harrington resume: não seria capaz de viver assim. Mas, antes de encerrar definitivamente o período de experimentação, decidiu alimentar-se como Taylor Swift e copiar-lhe o estilo de vida: inscreveu-se no ginásio frequentado pela cantora, onde só treinam 'top models', e tentou levar uma alimentação regrada. Excessos só ao fim de semana, diz Taylor Swift à comunicação social. Mas Harrington ainda teve de passar dois dias a comer alimentos exclusivamente crus, devido aos rumores que circulam na web: apesar do que propala sobre alimentação saudável e regrada, Taylor Swift parece não ser imune à ditadura do corpo perfeito e alguns cibernautas terão descoberto o seu sacrifício.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG