Constance Wu critica nomeação de Casey Affleck aos Óscares

A atriz da "sitcom" "Fresh Off the Boat", da ABC, desaprova a nomeação de Casey Affleck aos Óscares, dadas as alegações sobre a sua conduta no passado.

Numa série de mensagens publicadas na sua conta de Twitter, a atriz Constance Wu, da série Fresh Off the Boat, exibida no canal norte-americano ABC, mostrou-se contra a nomeação de Casey Affleck para os Óscares, e refere que a Academia ignorou duas alegações separadas de assédio sexual apresentadas contra Affleck, em 2010, em favor de nomeação para o seu desempenho no filme Manchester by the Sea.

"Homens que assediam sexualmente mulheres [para o] Óscar!", escreveu a atriz de forma sarcástica. "[Porque] o bom desempenho num filme é mais importante do que a humanidade, a integridade humana! [Porque] o pobre rapaz precisa [mesmo] de ajuda!", começa por escrever a intérprete, admitindo ter sido "aconselhada a não falar sobre o caso pelo bem da carreira". "Sou mulher e ser humano em primeiro lugar. É disso que sou feita", disse na rede social.

Em seguida, Wu publicou uma declaração mais extensa que escreveu durante uma conversa com o ator Peter Shinkoda, em que compara a possível vitória de Affleck à vitória eleitoral do presidente Donald Trump. "A arte não existe por causa dos prémios, mas os prémios existem para honrar tudo o que a arte tenta realizar na vida", justificou. "Por isso o contexto é importante. Porque na representação, a vida humana importa", afirmou no texto que denuncia a cumplicidade da indústria cinematográfica norte-americana.

Em 2010, duas mulheres que trabalharam no documentário I'm Still Here, realizado por Casey Affleck, apresentaram queixa contra o ator acusando-o de assédio sexual. Affleck negou as alegações em tribunal e os processos foram posteriormente arquivados depois das partes envolvidas terem chegado a um acordo financeiro cuja quantia não foi revelada.

Exclusivos