Acusações de assédio multiplicam-se e Kevin Spacey diz que vai "procurar tratamento"

Já são quatro as pessoas que acusam o ator de House of Cards

Com o número de acusações de assédio sexual a multiplicarem-se, o ator Kevin Spacey assumiu esta quinta-feira que vai "procurar tratamento".

Spacey ira "tirar o tempo necessário para procurar tratamento", disse Staci Wolfe, porta-voz do ator norte-americano, acrescentando apenas que "nenhuma outra informação será disponibilizada de momento".

A decisão surge após terem surgido mais acusações de assédio sexual alegadamente cometido pela estrela da série da Netflix House of Cards.

O ator mexicano Roberto Cavazos, o realizador de documentários Tony Montana e um outro homem que preferiu ficar no anonimato acusam Kevin Spacey, de 58 anos, lhes ter feito avanços sexuais inapropriados. No caso de Cavazos, o incidente terá acontecido em 2008, no teatro londrino Old Vic, quando Spacey era diretor artístico da instituição.

Estas acusações surgiram depois de o ator Anthony Rapp, que atualmente podemos ver em Star Trek Discovery (igualmente na Netflix), ter acusado Kevin Spacey de o ter assediado quando tinha apenas 14 anos.

As repercussões deste caso têm vindo a aumentar nos últimos dias. A Netflix, que no primeiro dia anunciou que a próxima temporada de House of Cards, a sexta, seria a última, veio depois suspender temporariamente a produção da série, que fica assim, pelo menos para já, num "limbo".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG