PSD quer saber se Governo já identificou todos os lares para a vacinação

Questões sobre o processo de vacinação da população idosa contra a covid-19 foram dirigidas pelo Grupo Parlamentar social-democrata às ministras da Saúde, Marta Temido, e do Trabalho e da Segurança Social, Ana Mendes Godinho.

O PSD requereu esta segunda-feira ao Governo que esclareça com urgência se já identificou todos os lares e instituições similares, incluindo os que se encontram em situação irregular, e que recursos dispõe para a vacinação contra a covid-19.

Estas questões sobre o processo de vacinação da população idosa contra a covid-19 foram dirigidas pelo Grupo Parlamentar social-democrata às ministras da Saúde, Marta Temido, e do Trabalho e da Segurança Social, Ana Mendes Godinho.

No conjunto de perguntas formais envidas às duas ministras, o Grupo Parlamentar do PSD afirma que tem insistido na necessidade de ser efetuado "um mapeamento completo dos lares e instituições similares, principalmente no caso dos lares que se encontrem em situação ilegal ou irregular".

"A premência dessa necessidade é tanto maior quanto sabemos estar próximo o início do processo de vacinação contra a covid-19. E não se compreende que, mais de nove meses volvidos desde o início da pandemia, o Governo ainda não tenha assegurado a realização de um mapeamento de todos os lares legais e ilegais", lamenta a bancada social-democrata.

Neste sentido, o PSD considera "absolutamente prioritário que se conheça o paradeiro certo de dezenas de milhar de idosos que se encontram institucionalizados nos lares ilegais, pois só desse modo se garantirá a respetiva vacinação e se observará a sua exigível precedência no processo de vacinação contra a covid-19".

As duas ministras são depois questionadas se está feito o levantamento e a identificação de todos os lares e instituições similares existentes no país, incluindo aquelas em situação ilegal ou irregular".

"Como se processará a vacinação contra a covid-19 em contexto de lares e instituições similares, particularmente naquelas que se encontrem em situação ilegal ou irregular? Que recursos e meios do Serviço Nacional de Saúde serão concretamente alocados a essas ações de vacinação?" pergunta o PSD.

No mesmo texto, a bancada social-democrata questiona igualmente o Governo se já estimou "o impacto que a alocação de recursos humanos à vacinação contra a covid-19, principalmente em contexto de lares e instituições similares, incluindo aqueles em situação ilegal ou irregular, terá na atividade nos serviços de cuidados de saúde primários do Serviço Nacional de Saúde".

"Em caso afirmativo, que previsões de reforço, em termos de recursos humanos e de meios de transporte estão desde já previstos?", pergunta ainda o PSD.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG