Preventiva para miúda de 17 anos que esfaqueou a mãe com a namorada

Outra menor alegadamente envolvida no crime, de 15 anos, vai ser institucionalizada em centro educativo em Vila do Conde. Foram ambas detidas esta sexta-feira pela PSP

Duas raparigas, de 17 e 15 anos, que ontem (sexta-feira) foram detidas pela PSP suspeitas de terem esfaqueado a mãe de uma delas, em Oeiras, vão aguardar o decurso do processo à guarda do Estado. Após terem sido presentes a juiz, este sábado, a mais velha ficou em prisão preventiva e a mais nova vai ser institucionalizada em centro educativo.

As duas estão indiciadas por homicídio qualificado na forma tentada, apurou o DN, junto de fonte policial. A jovem de 17 anos vai ficar detida no estabelecimento prisional de Tires e a de 15 será transferida para um centro em Vila do Conde.

A alegada vítima, mãe da jovem de 17 anos, foi para sua casa mas está a ter apoio psicológico do Hospital S. Franciso de Xavier, em Lisboa.

Como o DN noticiou esta sexta-feira, o caso ​​​​​​​terá acontecido perto das sete da manhã, em Oeiras.

A mulher, de 37 anos, doméstica, terá acordado quando sentiu a presença da jovem de 15 anos junto a si, na cama, com uma faca na mão. A rapariga terá tentado esfaqueá-la com violência, mas a polícia acredita que acabou por não ter coragem para levar até ao fim o que teria combinado com outra rapariga, que será sua namorada.

Terá sido num momento de hesitação que a mãe da amiga acordou.

A filha da vítima estava à porta do quarto a assistir. Mãe e filha viviam sozinhas e tinham-se mudado há pouco tempo para aquela casa.

Nas buscas que, entretanto, a PSP fez na residência, foi encontrado veneno de ratos junto aos seus pertences, suspeitado que poderia ser utilizado também no plano.