Ministro da Educação assinala início do ano letivo em escola agrícola

Tiago Brandão Rodrigues vai estar acompanhado pela secretária de Estado Adjunta e da Educação, Alexandra Leitão, e pelo secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Rebelo.

A Escola Profissional de Agricultura e Desenvolvimento Rural de Marco de Canaveses foi a escolhida pelo ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, para assinalar esta terça-feira o início do ano letivo.

Esta é uma das 14 escolas profissionais agrícolas públicas e nela estudam cerca de 250 alunos, de quase 40 concelhos portugueses e da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), de acordo com informação divulgada pelo Ministério da Educação.

Tiago Brandão Rodrigues vai estar acompanhado pela secretária de Estado Adjunta e da Educação, Alexandra Leitão, e pelo secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Rebelo.

"Situada numa herdade com quase 100 hectares, a escola tem forte ligação ao tecido empresarial, conferindo-lhe elevadas taxas de sucesso escolar e de empregabilidade", afirma o ministério em comunicado.

Os alunos mais velhos vão hoje apresentar aos novos alunos as instalações da escola, com uma exploração agrícola polivalente (vinha, adega, pomares, área forrageira, estufas de hortícolas e florícolas, oficina micológica, viveiro florestal, vacaria, suinicultura, criação de suínos, ovinos, coelhos, galinhas de raças autóctones, perdiz vermelha, entre outros, um centro equestre federado de quatro estrelas e estruturas relacionadas com o turismo rural).

Algumas crianças da educação pré-escolar estarão também de visita à escola que, durante todo o ano, funciona como "uma autêntica Quinta Pedagógica".

A abertura oficial do ano letivo decorre entre 10 e 16 de setembro, para mais de um milhão de alunos, que continuam a receber manuais gratuitos sujeitos a devolução.

As escolas podem ter turmas mais pequenas, mas continuam a defrontar-se com falta de funcionários e os problemas que levaram os professores ao protesto nos últimos anos, pela contagem integral do tempo de serviço.

No mês passado ficaram colocados 24.000 professores, que se distribuem por cinco mil escolas espalhadas pelo país.

Pela primeira vez, todos os alunos, do 1.º ao 12.º ano, têm acesso a manuais escolares gratuitos, ao abrigo do programa de empréstimo lançado pelo governo e que foi sendo alargado gradualmente.

Exclusivos

Premium

Maria Antónia de Almeida Santos

Uma opinião sustentável

De um ponto de vista global e a nível histórico, poucos conceitos têm sido tão úteis e operativos como o do desenvolvimento sustentável. Trouxe-nos a noção do sistémico, no sentido em que cimentou a ideia de que as ações, individuais ou em grupo, têm reflexo no conjunto de todos. Semeou também a consciência do "sustentável" como algo capaz de suprir as necessidades do presente sem comprometer o futuro do planeta. Na sequência, surgiu também o pressuposto de que a diversidade cultural é tão importante como a biodiversidade e, hoje, a pobreza no mundo, a inclusão, a demografia e a migração entram na ordem do dia da discussão mundial.