Algarve vai assegurar alojamento aos médicos para reforço no verão

A Administração Regional de Saúde (ARS) do Algarve vai assegurar residência aos médicos que queiram trabalhar na região durante o período de verão, garante o presidente daquela entidade gestora da saúde.

"No sentido de cativarmos os médicos a virem trabalhar durante o verão para o Algarve, este ano vamos poder dar um bónus adicional, que é a possibilidade de encontrarmos alojamento gratuito para os profissionais que queiram vir trabalhar para a região", disse à agência Lusa Paulo Morgado, presidente da ARS/Algarve.

O responsável falava à margem da apresentação do plano "Juntos Por um Verão Seguro 2019", que decorreu em Monchique, no Algarve, com a presença da diretora-geral da Saúde, Graça Freitas.

O despacho que autoriza a concessão de alojamento durante o verão para os médicos que aceitem trabalhar na região algarvia, foi publicado no dia 06 de junho em Diário da República, onde no ponto sete se pode ler: "A ARS/Algarve diligencia no sentido de proporcionar alojamento gratuito para os médicos, de acordo com as disponibilidades locais".

Paulo Morgado disse esperar que "este incentivo seja mais um atrativo para que os médicos aceitem trabalhar durante a chamada época alta no reforço dos cuidados de saúde na região".

"Vamos ver se é atrativo ou não. Não é uma situação que possa antecipar, mas é uma novidade que temos para este ano", sublinhou.

Paulo Morgado disse ainda que, durante a próxima semana, a ARS/Algarve vai abrir as candidaturas para assegurar a contratação temporária de médicos que queiram deslocar-se de outras regiões para "ajudar no esforço que os profissionais do Algarve fazem todo os anos para proporcionar uma assistência de qualidade na época alta".

"Acredito que os incentivos sejam atrativos, porque, além do incentivo ao alojamento, o despacho do Governo permite aos médicos deslocarem-se de outras regiões sem autorização do serviço de origem", destacou.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Margarida Balseiro Lopes

Legalização do lobbying

No dia 7 de junho foi aprovada, na Assembleia da República, a legalização do lobbying. Esta regulamentação possibilitará a participação dos cidadãos e das empresas nos processos de formação das decisões públicas, algo fundamental num Estado de direito democrático. Além dos efeitos práticos que terá o controlo desta atividade, a aprovação desta lei traz uma mensagem muito importante para a sociedade: a de que também a classe política está empenhada em aumentar a transparência e em restaurar a confiança dos cidadãos no poder político.