Como lidar com o isolamento e o teletrabalho? Os conselhos da Ordem dos Psicólogos

São cada vez mais as pessoas que estão em casa como medida de contenção do covid-19, quer seja em regime de isolamento ou em teletrabalho. A Ordem dos Psicólogos lançou uma série de conselhos para ajudar os portugueses a lidar com esta nova realidade.

É um nova realidade para muitos portugueses que, quer seja por isolamento profilático ou por estarem em regime de teletrabalho, estão fechados em casa como medida de contenção ao novo coronavírus. Mas como "como lidar com uma situação de isolamento"? A pergunta é respondida pela Ordem dos Psicólogos que divulgou uma série de conselhos para ajudar quem está ou vai estar em casa nestes dias em que Portugal vive em estado de alerta - pelo menos até 9 de abril, como decretou o Governo.

"O isolamento contribui para conter a propagação do vírus e os que se encontram nesta situação contribuem decisivamente para manter a sua segurança e a dos outros", destaca a Ordem dos Psicólogos no conjunto de recomendações para enfrentar o isolamento em casa.

Como lidar com o isolamento com crianças e idosos? Como gerir o stress durante o surto de covid-19? Como ajudar as crianças? Estas são algumas das perguntas a que a Ordem dos Psicólogos dá resposta com conselhos que partilhou no seu site e no vídeo que publicou.

Estes são alguns dos conselhos da Ordem dos Psicólogos para lidar com o isolamento

Mantenha-se informado e compreenda o risco: "(...) Procure estar atualizado sobre o que se passa, mas limite a sua exposição a notícias que possam aumentar a sua ansiedade e preocupação. Escolha fontes de informação de instituições oficiais (como os sites da DGS e OMS ou SNS24) e consulte-as uma a duas vezes por dia. Não tenha medo de saber e fazer perguntas sobre a doença, o diagnóstico e o tratamento a profissionais de Saúde".

Peça ajuda: "Assegure-se que pede ajuda e fala sobre o que precisa para se sentir seguro e confortável - medicamentos, compras, produtos de higiene pessoal ou meios de comunicação".

Mantenha o contacto com amigos e familiares: "Falar com pessoas de quem gosta e em quem confia é uma das melhores formas de reduzir a ansiedade, a solidão ou o aborrecimento durante o período de isolamento. Use o telefone, o email, as mensagens e as redes sociais para permanecer em contacto com amigos e familiares. Fale "cara a cara" utilizando as videochamadas".

Realize atividades de que gosta e relaxe: "Leia um livro, veja filmes, séries ou os seus programas favoritos, envolva-se em atividades e tarefas que lhe deem prazer e tranquilidade. Aproveite a oportunidade para fazer coisas para as quais não costuma ter tempo".

Mantenha as suas rotinas e atividades habituais, dentro do possível: "Levante-se à hora habitual, vista-se e faça as refeições a horas. Se for praticável, trabalhe a partir de casa".

Faça exercício físico e tenha uma alimentação equilibrada.

Tome rigorosamente a medicação e esteja atento a sintomas de doença.

Mantenha-se esperançoso e confiante de que tudo vai correr bem.

Isolamento com crianças. O que fazer?

Se está numa situação de isolamento com crianças, a Ordem dos Psicólogos também dá um conjunto de conselhos para lidar melhor com os dias que estão ou vão passar fechados em casa.

Lembra a Ordem que esta é uma situação que pode ser "particularmente difícil para crianças pequenas. "Podem sentir-se tristes, ansiosas, com medo, confusas com a alteração das rotinas diárias e com saudades dos amigos", refere.

Estes são alguns dos conselhos:

Aceite que existirão conflitos e "birras".

Dê-lhes oportunidade para expressarem os seus sentimentos e receios.

Explique-lhes o que se passa e tranquilize-as utilizando linguagem apropriada à idade.

Explique-lhes a importância do isolamento.

Limite a sua exposição a notícias que as possam perturbar.

Procure manter as atividades diárias habituais.

Encare a situação de isolamento como uma oportunidade de passarem mais tempo juntos.

Não recorra exclusivamente à televisão e a outras tecnologias.

Aproveitem para realizar atividades para as quais não costumam ter tempo: jogos de tabuleiro, trabalhos manuais, desenhos, leitura.

Crianças em idade escolar: Peça ao professor que lhe envie por email informação de estudo, actividades ou trabalhos.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG