Estamos preparados para um Google Earth em tempo real?

O projeto é ambicioso, e tem até investimento de Bill Gates e da Airbus. O EarthNow propõe-se ser uma espécie de Google Earth que, em lugar de mostrar fotos do nosso planeta, com meses ou anos de atraso, transmitirá pela internet imagens em direto, atualizadas em tempo real, 24 horas por dia e com um delay inferior a dois segundos.

O presidente da empresa, Russell Hannigan, descreve a ideia como algo "ambicioso e sem precedentes", que irá usar uma "constelação de satélites" feitos pela Airbus. Apesar de, pelo menos numa primeira fase, a EarthNow planear fornecer o serviço a apenas "empresas e governos", a porta ficou logo à partida entreaberta para vir a permitir a utilização por particulares - por alguma razão, no seu site oficial, inclui-se como um atrativo a frase: "Veja a sua casa como os astronautas a veem - um incrível berlinde azul no espaço." Quando estiver a funcionar, a tentação de criar uma plataforma de negócio semelhante ao Google e ao Facebook - baseada na publicidade - será grande.

Independentemente de o serviço vir a ser ou não disponibilizado ao público em geral, a sua simples existência irá colocar novas questões de privacidade. Apesar de um porta-voz da EarthNow ter, de imediato, garantido que tudo será feito para proteger a privacidade individual, é difícil imaginar como será possível consegui-lo (pelo menos, respeitando a promessa de haver apenas um segundo de atraso entre a imagem apresentada e o acontecimento). E se o caso Facebook/Cambridge Analytica demonstra algo, é que qualquer coisa que seja posta online, mais cedo ou mais tarde, será usada de forma duvidosa.

Uma das fotos mais tristes

Ao primeiro olhar, dá vontade de rir (mesmo tendo, infelizmente, morrido uma pessoa). Afinal, o voo da Southwest Airlines em que explodiu um motor em pleno ar podia ter acabado com a morte de mais de 140 pessoas. Passado o susto, olhar para a foto dos passageiros no avião despressurizado na qual nem um sabe colocar a máscara de oxigénio corretamente (é suposto cobrir também o nariz) é daquelas imagens que se tornam virais pelo ridículo. Isto até pensarmos que este é o retrato perfeito da ignorância da maioria da população. E, nessa perspetiva, a cena dá mais é para chorar.

Exclusivos