O rio que corre em Angel

Almancil, no concelho de Loulé, é capaz de ser a freguesia onde se come melhor em Portugal. Sobretudo se o critério for a alta gastronomia: aqui têm residência três restaurantes com estrelas Michelin - o São Gabriel, o Gusto e o Henrique Leis. Quando se procura no Tripadvisor qual o estabelecimento com melhor cotação, no entanto, nenhum deles ocupa a primeira posição.


Na semana passada esse posto pertencia à Casa Pituxa, um restaurante que abriu portas em 1977 e deve o nome à gata dos fundadores. O proprietário é hoje um cozinheiro romeno chamado Stefan Bambu. A estrela da ementa são os bifes mas, quando se leem as críticas no Tripadvisor, há uma coisa que é mais elogiada do que a carne: a qualidade do atendimento. A culpa é em parte de Angel, filho do proprietário. Tem 29 anos e toda uma teoria sobre a arte de servir às mesas. "É preciso entenderes quando alguém quer conversar muito, pouco ou nada. É como a água de um rio, corre com força diferente dependendo da curva onde estás."

A história de Angel é também ela fluvial. Quando começou a revolução que haveria de depor o regime de Ceausescu, em 1989, o seu pai decidiu abrir um buraco na vedação do rio Prut. Aquele curso de água marca a fronteira com o que é hoje a Moldávia, e então era a União Soviética. Stefan cresceu no lado romeno de uma aldeia dividida ao meio pelo rio, chamada Ungheni.

Um dia, Stefan percebeu que tudo ia mudar e então furou a rede. "Era verão e estava um calor dos diabos, por isso nadei até à outra margem." Do lado moldavo, um grupo de raparigas apanhava banhos de sol. E uma delas, Angela, aplaudiu-lhe a ousadia. "Nesse verão apaixonámo-nos e eu nadei até à Moldávia todos os dias." Nove meses depois, nasceu Angel Stefanel Bambu.


O rapaz acredita que o serviço de mesas da Casa Pituxa requer o que o rio juntou: a coragem do pai e a capacidade da mãe reparar nas coisas simples. Numa casa de bifes de Almancil está a história do mundo.

Exclusivos

Premium

Flamengo-Grémio

Jesus transporta sonho da Champions para a Libertadores

O treinador português sempre disse que tinha o sonho de um dia conquistar a Liga dos Campeões. Tem agora a oportunidade de fazer história levando o Flamengo à final da Taça Libertadores para se poder coroar campeão da América do Sul. O Rio de Janeiro está em ebulição e uma vitória sobre o Grémio irá colocar o Mister no patamar de herói.