Medo não combina com liberdade

A decisão da direção da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas de cancelar a conferência do escritor e politólogo Jaime Nogueira Pinto é, como diz o Presidente da República, "um absurdo". A conferência tinha o título "Populismo ou Democracia? O brexit, Trump e Le Pen em debate". Temas que têm toda a atualidade e que são discutidos à direita e à esquerda.

E vai daí uns quantos alunos, que pelos vistos só gostam de debates de fazer de conta, com conclusões pré-cozinhadas, ameaçaram promover "um grande protesto à porta da FCSH contra um evento que diziam estar "associado a argumentos colonialistas, racistas, xenófobos". O problema das criaturas é que quem organizava o debate é uma organização que dá pelo nome de "Nova Portugalidade" e, como o nome indica, são nacionalistas ou patriotas como se autodesignam. A malta de esquerda, muito à esquerda, tem dificuldade em tolerar a malta de direita, muito à direita, e gosta de a calar. Apesar de se considerarem muito mais democratas que os outros.

O protesto até é coisa sã. Quem não concorda manifesta-se, faz barulho. Outra coisa é tolerar o boicote e a exigência da Associação de Estudantes da Faculdade para cancelar o debate. "Questões de segurança", terá alegado o diretor da FCSH no desconvite a Jaime Nogueira Pinto. Será que os estudantes da faculdade são um bando de bárbaros intolerantes como dizem ser as criaturas de direita que abominam?

Com esta decisão, a direção da faculdade deu um poder enorme aos democratas estudantes. Daqui em diante sempre que não lhes agradar um tema ou as personagens que o vão discutir tratam de ameaçar com um qualquer portentoso protesto e acaba-se com a coisa. Uma maneira muito democrática de gerir a vida académica. Para evitar chatices, a direção da FCSH até pode passar a adotar uma espécie de visto prévio da Associação de Estudantes a todas as iniciativas que decorram no espaço universitário da Av. de Berna.

No meio desta decisão totalmente "absurda", houve uma instituição que deu uma valente chapada a todos os intervenientes neste processo. A insuspeita Associação 25 de Abril ofereceu o seu espaço ao direitolas Jaime Nogueira Pinto para falar dos populismos e de tudo o que ele quisesse.

A liberdade e a democracia agradecem que não haja medo de discutir e enfrentar todos os temas, mesmo os que podem pôr em causa tanto uma como outra.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG