Premium Liberdade para o 25 de Abril

Com mais um aniversário do 25 de Abril, reencontramos as suas imagens emblemáticas, porventura utópicas. Mas será que isso basta para conhecer o passado e viver o presente?

E eis que a rotina se repete: nos últimos dias fomos reencontrando no espaço mediático as mesmas imagens evocativas do dia 25 de Abril de 1974, o Largo do Carmo, as pessoas nas ruas de Lisboa, etc.

É uma rotina, de facto, que importa pensar para além da boa vontade democrática que a sustenta. Dito de outro modo: ser-nos-ia útil e, acredito, pedagógico compreender porque é que vivemos alegremente (?) este paradigma de pura repetição, ao mesmo tempo que sentimos todos os dias, sobretudo junto dos mais jovens, um mar imenso de ignorância sobre o que foi viver antes e "durante" o 25 de Abril.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Nuno Severiano Teixeira

"O soldado Milhões é um símbolo da capacidade heroica" portuguesa

Entrevista a Nuno Severiano Teixeira, professor catedrático na Universidade Nova de Lisboa e antigo ministro da Defesa. O autor de The Portuguese at War, um livro agora editado exclusivamente em Inglaterra a pedido da Sussex Academic Press, fala da história militar do país e da evolução tremenda das nossas Forças Armadas desde a chegada da democracia.

Premium

Ferreira Fernandes

A angústia de um espanhol no momento do referendo

Fernando Rosales, vou começar a inventá-lo, nasceu em Saucelle, numa margem do rio Douro. Se fosse na outra, seria português. Assim, é espanhol. Prossigo a invenção, verdadeira: era garoto, os seus pais levaram-no de férias a Barcelona. Foram ver um parque. Logo ficou com um daqueles nomes que se transformam no trenó Rosebud das nossas vidas: Parque Güell. Na verdade, saberia só mais tarde, era Barcelona, toda ela.