11/9, subprime e covid-19. Agora só faltam os extraterrestres

Depois de esta pandemia acabar, chegará a hora em que ficaremos mentalmente livres para pensar o que quisermos e olhar o mundo com mais à vontade, pelo menos até ao regresso do vírus - se isso acontecer - em novembro. Sob essa ameaça temporal, preferi fazer previsões à distância de umas décadas e cheguei à conclusão de que mesmo sendo um tempo novo teremos ainda direito a grandes surpresas pela nossa frente - como foi esta quarentena mundial. A história não acabou e se o século XXI tem sido pródigo em situações inesperadas, decerto que nos 80 anos que faltam para o seu fim outros prodígios acontecerão.

Não foi fácil, mas fiz uma lista do que poderia surpreender-me de verdade, e o acontecimento que escolhi como mais certo foi inesperado até para mim, que nunca pensei nisto como aceitável no meu tempo de vida. Mas se assisti ao 11 de setembro, ao crash mundial de 2008 e agora ao covid-19, tudo poderá mesmo realizar-se.

Vamos devagar... O que falta acontecer ao planeta Terra? O aquecimento global, claro. Mas, mais do que certo, será as alterações climáticas estarem na linha da frente nos próximos anos e acredito que esta quarentena vai sensibilizar-nos definitivamente para essa espécie de cataclismo, que nos poderá fazer voltar a fechar-nos no casulo e dessa vez por anos.

Risco mais uns itens desta minha lista futurista, tão vulgares perante os tempos em que vivemos, e chego à única situação que irá surpreender-me realmente: a chegada dos extraterrestres num dia destes. Não se riam, só nos falta isto mesmo a partir de agora!

Só que desta vez não me apanham desprevenido e posso dizer-lhes que estava à espera deles: "Meus senhores, bem-vindos, mas chegam atrasados. Já vimos de tudo neste século. Têm de ser muito bons para ultrapassarem dois aviões a deitar abaixo torres de aço, destruir-se a economia mundial com um subprime ou a confusão que um pangolim e um morcego causaram há uns tempos. Mostrem o que valem!

PS: espero que não tenham nada de especial para mostrar.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG