Premium O maior milagre da Igreja Católica portuguesa

Nos outros países, investigações descobrem milhares de vítimas de abuso por padres; cá, os bispos acham que não vale a pena investigar porque "há poucos casos". Era de rir se não fosse de enraivecer.

"O número de casos de abuso sexual de menores por membros do clero católico em Portugal não é comparável ao de outros países."

Ouvi a frase, no telejornal da SIC de 15 de novembro, a um jornalista que resumia uma intervenção de Manuel Clemente, o bispo e cardeal português que preside à Conferência Episcopal, numa conferência de Imprensa naquele dia. Teria sido parte da resposta que o prelado deu a uma pergunta sobre a ação da hierarquia da Igreja Católica portuguesa face ao fenómeno. Clemente, que esclareceu não se terem, em três dias de reunião plenária, os bispos debruçado sobre o tema, adiantou também que "para já não está em cima da mesa qualquer levantamento nacional sobre casos de abuso sexual de menores dentro da IC". Tal poderá ser feito, prosseguiu, "se for necessário".

Ler mais

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG