"Pode apresentar-se em qualquer lugar do mundo"

"Há muito tempo que não ouvia Schubert com uma orquestra. Achei exuberante a leitura, o maestro estupendo, a produção precisa e a orquestra, que ouvi pela primeira vez, muito atenta, a afinação era muito pura. Todo o mundo aplaudiu com a alma, não foi com emoção, foi mais bonito.

Morro de paixão pelo terceiro movimento do Lalo, que adoro, e há muito tempo não ouvia. A orquestra estava excelente e o [encore] Rosamunde [Schubert] tinha um som refinado, não é uma orquestra que grita, não é o espalhafato. O Theatro Municipal tem um grande palco para uma orquestra, e esta orquestra é muito preciosa, é uma coisa de alma e sentimento. Pode apresentar-se em qualquer lugar do mundo, é muito preparada. O maestro Foster é incrível, a precisão do andamento, a postura dele, você vê a cara dele balançando cada nota."

Jornalista e crítico musical

Depoimento recolhido por Lina Santos

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG