Hoje é Sexta-feira Santa

Celebramos nestes dias, os cristãos, a Semana Santa. Uma semana que antecede a Páscoa e que tem uma importância enorme na nossa fé.

Jesus, o Filho de Deus, prepara-se para morrer para nos salvar dos nossos pecados, para nos abrir as portas da salvação e da vida eterna.

Foi este o propósito da Sua vinda ao Mundo. Salvar a humanidade dos seus erros, das suas falhas, da sua falta de Amor.

É um tempo que os cristãos vivem com um ar triste e com sacrifício, mas que tem, no domingo de Páscoa o maior momento da vida de Deus na Terra, a Sua ressurreição.

Uma manifestação magnífica do Seu Amor pela humanidade.

Estamos a viver esta Semana Santa com a consciência de que há muitos, hoje, a sofrer por todos nós.

Na Ucrânia há todo um povo a ser maltratado de uma forma desumana com a criação de uma destruição inaceitável que dificilmente não veremos como a personificação do Mal.

Um povo que decidiu não abdicar de ser digno, de ser dono da sua terra, da sua gente, da sua cultura e da sua maneira de viver e que por isso decidiu fazer frente a este mal que o invade e que o tenta fazer desaparecer.

Mas é um povo que luta pela dignidade de toda a humanidade, pelos seus direitos e conquistas, que faz frente a um poder que, mais cedo ou tarde, acabaria por nos bater à porta e por nos criar as dificuldades e a destruição que vemos hoje na Ucrânia.

É um povo maioritariamente cristão que se uniu em torno da sua pátria, da sua cultura e da sua fé para dizer "basta" a quem quer fazer-lhe mal.

O povo ucraniano está a viver uma semana santa de sofrimento enquanto espera, sem qualquer dúvida, que chegue o domingo cheio de amor, para lhe trazer uma enorme felicidade, um caminho para a sua dignidade e uma vida de paz.

É um exemplo extraordinário a que estamos a assistir, em que a sorte individual foi substituída pelo esforço conjunto, em que ninguém se deixou ficar e todos se uniram em torno das suas crenças para que todos possam ficar melhor.

É triste assistir a uma tamanha desgraça, especialmente quando vem da vontade de uma pessoa, que no fundo é tão mortal quanto todos os outros e que, sem as condições materiais que o rodeiam, mais não é que uma frágil vida humana.

Nesta Semana Santa é muito importante que consigamos sair da nossa zona de conforto, que consigamos partilhar a dor deste povo de filhos de Deus, que está a lutar pela salvação do seu país, da sua gente e do Mundo.

Que possamos procurar e encontrar a forma de corresponder também nós a esta união que eles criaram e, com eles, fazer uma união mais global que nos permita colaborar na criação de uma solução de vida e de paz para o Mundo.

Que saia desta Semana Santa uma Páscoa para a humanidade, um caminho de salvação que nos leve a ser mais felizes, mais unidos e mais centrados no que verdadeiramente importa: a pessoa humana criada à imagem de Deus e que, com a Sua ajuda e o Seu cuidado, possamos trazer aos que hoje tanto sofrem uma vida de tranquilidade e o apoio de que vão precisar para refazer as suas famílias, o seu país e o seu futuro.

Nesta Semana Santa vamos oferecer todo o nosso tempo, as nossas capacidades e as nossas orações pela salvação de uma gente que tanto sofre e que são nossos irmãos criados por Deus.

Glória à Ucrânia e Glória a Deus!

bruno.bobone.dn@gmail.com

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG