Yahoo denuncia roubo de informação de mais de mil milhões de utilizadores

A empresa tecnológica Yahoo assegurou hoje que lhe foi roubada informação privada de "mais de mil milhões" de contas e que não foi capaz de identificar o responsável pelo ataque informático.

A Yahoo explicou, em comunicado, que se tratou de um roubo de informação diferente do anunciado em setembro e que afetou 500 milhões de utilizadores.

No comunicado, a Yahoo disse que o novo ataque informático foi perpetrado por uma "terceira entidade não autorizada" e ocorreu em agosto de 2013.

No ataque foram roubados nomes, 'emails', endereços, números telefónicos, datas de nascimento e perguntas e respostas de segurança.

A empresa disse que informação sobre contas bancárias e dados para pagamentos com cartões não foram afetados.

Exclusivos

Premium

Catarina Carvalho

O bom trabalho do José Mário Branco 

Foram três serões de espanto. Assisti à gravação do disco Sempre, de Katia Guerreiro, que foi produzido por José Mário Branco com a consultadoria da mulher, Manuela de Freitas. Foi há cerca de um ano. Assisti a tudo e o objetivo era descrevê-lo numa reportagem que havia de fazer capa de uma das novas edições do Diário de Notícias, nessa altura em preparação, em maio de 2018. Mas, na verdade, aquilo que tive foi uma experiência de vida, daquelas que constituem marcos de existência.

Premium

Marisa Matias

Baralhar e dar de novo

Na próxima semana irá finalmente a votos a Comissão Von der Leyen. Depois de propostas de nomes rejeitadas, depois de várias controvérsias associadas aos novos portfólios apresentados pela presidente eleita, finalizou-se o processo sem, contudo, eliminar a ameaça de conflitos de interesses ou mudar significativamente os portfólios. Nas contas finais, parece que tudo não passou de um jogo de equilíbrios partidários, muito longe dos interesses dos cidadãos.