Vulcão entra em erupção na ilha japonesa de Kyushu

Não há registo de vítimas ou danos materiais

Um vulcão entrou em erupção esta quinta-feira, expelindo para o céu nuvens de fumo e rocha e obrigando as autoridades a proibir o acesso ao pico. Apesar deste fenómeno, não há registo de vítimas ou danos materiais.

A erupção do Io Yama, um vulcão medindo 1300 metros de altura, situado no ponto meridional da maior ilha de Kyushu, foi o último de uma série de erupções a ter lugar este ano no Japão. Em janeiro, um elemento do exército perdeu a vida e outras 11 pessoas ficaram feridas, algumas delas em estado crítico, quando o vulcão Kusatsu-Shirane largou pedras em direção a esquiadores num resort no centro do Japão. Dois meses depois, Shinmoedake, um vulcão que em 1967 serviu de base para o filme Só se Vive Duas Vezes, da série de James Bond, situado na cordilheira de Kirishima, à semelhança de Io Yama, lançou fumo e cinzas a milhares de metros no céu.

A televisão nipónica mostrou fumo cinzento a sair de vários pontos ao lado da montanha na cordilheira de Kirishima, numa área rural a cerca de 985 quilómetros (616 milhas) de Tóquio.

Entretanto, subiu de dois para três um nível de alerta para o Io Yama, numa escala de cinco níveis, tendo a Agência Meteorológica do Japão dado conta de rochas vulcânicas que podem ser lançadas até dois quilómetros (1,2 milhas).

Atualmente, o Japão conta com 110 vulcões no ativo e acompanha 47, durante 24 horas por dia. Em setembro de 2014, 63 pessoas morreram no Monte Ontake, o pior pedágio japonês de que há memória ao longo de quase 90 anos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG