Vários ataques em Bagdad matam pelo menos 18 pessoas

Ataque mais mortífero aconteceu no bairro de Shaab, na zona norte da capital iraquiana, matando pelo menos 15 pessoas

Vários ataques, incluindo uma rara explosão suicida levada a cabo por uma mulher, mataram hoje pelo menos 18 pessoas em Bagdad, de acordo com fontes oficiais citadas pela agência France Presse.

As explosões feriram também, pelo menos, uma meia centena de pessoas, de acordo com as mesmas fontes.

O ataque mais mortífero aconteceu no bairro de Shaab, na zona norte da capital iraquiana, matando pelo menos 15 pessoas.

O porta-voz do Ministério iraquiano do Interior, Saad Maan, indicou que este ataque foi executado por uma mulher bombista suicida, na sequência de uma primeira explosão junto a uma estrada.

Um outro rebentamento de um carro-bomba na zona de Rashid, sul de Bagdad, matou pelo menos três pessoas, ainda de acordo com fontes oficiais.

Não houve reivindicação imediata da responsabilidade dos ataques, mas o grupo Estado Islâmico (EI) reclamou a autoria de uma série de bombardeamentos no centro e nos arredores da capital iraquiana, que mataram mais de 100 pessoas nos últimos sete dias.

Os combatentes do EI executaram três atentados com carro-bomba na zona norte de Bagdad que mataram pelo menos 94 pessoas, e outras 12 foram mortas em ataques a um posto da polícia na zona ocidental da cidade e numa instalação de gás a norte da capital iraquiana.

O número de ataques em Bagdad tem diminuído desde que em junho de 2014 o EI levou a cabo uma ofensiva tomando o controlo de vários territórios fora da capital.

Entretanto, as forças iraquianas têm vindo a retomar o controlo desses territórios ocupados pelo EI, o que resultou no aumento dos ataques na capital nas últimas semanas.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG