Uribe deseja que Nobel a Santos permita "mudar acordo daninho"

O ex-presidente colombiano, Álvaro Uribe, principal adversário do acordo de paz assinado entre Juan Manuel Santos e as FARC já reagiu ao Nobel.

Através do Twitter, o ex-presidente felicitou o seu antigo ministro da Defesa pelo Nobel da Paz, mas disse esperar que este prémio possa permitir alterar o acordo de paz que foi assinado e recusado pelos colombianos num referendo.

"Felicito o Nobel para o presidente Santos, desejo que permita mudar os acordos daninhos para a democracia", escreveu Uribe no Twitter.

Uribe, líder do partido Centro Democrático, foi um dos principais defensores do "não" no referendo ao acordo de paz assinado entre Santos e as FARC. O ex-presidente reuniu-se na quarta-feira com o sucessor dizendo estar disponível para trabalhar num novo acordo de paz.

Uribe tornou-se no principal adversário e opositor de Santos, seu antigo delfim, no momento em que este resolveu pôr de lado a política de mão de ferro contra a guerrilha (que tinha mantido ao longo dos seus dois mandatos) e sentar-se a negociar a paz.

Exclusivos

Premium

Legionela

Maioria das vítimas quer "alguma justiça" e indemnização do Estado

Cinco anos depois do surto de legionela que matou 12 pessoas e infetou mais de 400, em Vila Franca de Xira, a maioria das vítimas reclama por indemnização. "Queremos que se faça alguma justiça, porque nunca será completa", defende a associação das vítimas, no dia em que começa a fase de instrução do processo, no tribunal de Loures, que contempla apenas 73 casos.