Este Boeing 747 fez uma viagem com um motor a mais

O avião partiu de Sidney para a África do Sul com um motor extra de 10 toneladas

A australiana Qantas realizou esta quarta-feira um voo, no mínimo, mais pesado. O avião Boeing 747 que partia de Sidney para a África do Sul transportou um motor turbo-fan extra de 10 toneladas, na asa esquerda.

O motor extra não estava ligado, apenas aproveitou a boleia para Joanesburgo, onde será instalado noutro avião. Devido ao peso extra, o voo 63 foi obrigado a parar em Perth, na Austrália, para reabastecer.

A companhia aérea australiana, eleita esta semana pela terceira vez consecutiva a mais segura do mundo, admitiu num comunicado que optou por realizar o transporte do motor desta forma, "em vez de enviar o motor por barco ou alugar um avião de carga", pois queria poupar tempo aos passageiros e ter os aviões disponíveis o mais rapidamente possível.

Apesar do peso extra, a aterragem do avião Boeing 747 decorreu calmamente e o voo foi tranquilo.

Não é a primeira vez que a Qantas realiza um voo deste género. Em 2011 a companhia transportou outro motor de avião da mesma forma.

Exclusivos