Os 15 minutos de espera que levam Uber e Cabify a deixar de operar

As plataformas da internet Uber e Cabify anunciaram que deixam de prestar serviços em Barcelona a partir desta sexta-feira, o mesmo dia em que os seus carros passam a ter um prazo mínimo de 15 minutos para serem chamados.

"Face às restrições para os veículos de aluguer com condutor aprovadas pelo Governo da Catalunha somos obrigados a suspender o serviço da UberX em Barcelona a partir de amanhã [sexta-feira], afirma em comunicado de imprensa a Uber.

Por seu lado, a plataforma Cabify avança que vai avisar os seus clientes da "sua expulsão da Catalunha", com a entrada em vigor da lei catalã que obriga os veículos a contratar os seus carros com um prazo mínimo de 15 minutos.

Para estas empresas, esta obrigação não existe em nenhum outro lugar na Europa e é incompatível com a rapidez que é necessário ter para prestar o serviço aos seus clientes.

Os taxistas espanhóis têm-se manifestado contra o que consideram ser "concorrência desleal" dos veículos de aluguer com condutor.

Cada Comunidade Autonómica espanhola tem competências para legislar neste setor.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG