Turista atacada por tubarão no dia de Natal. "Coisas que acontecem nas Canárias"

A turista espantou-se com o alarme gerado pelo ataque. "Voltava a nadar amanhã se não fossem as ligaduras"

Uma turista madrilena de 38 anos tornou-se uma celebridade no Twitter por ter partilhado imagens das feridas que sofreu após ter sido atacada por um tubarão-seda no dia de Natal. Cristina Ojeda passava férias nas ilhas Canárias e nadava na praia de Arinaga quando foi mordida por um tubarão, de acordo com as suas publicações, citadas pelo jornal El País.

"Hoje tive um encontro cara a cara com um tubarão. Coisas que acontecem quando nadas nas Canárias em dezembro", escreveu Ojeda.

A organização Alianza Tiburones Canarias, que se dedica à proteção e identificação dos tubarões nesse arquipélago espanhol, entrevistou a médica no dia que se seguiu ao incidente, e conseguiu identificar o tubarão como um tubarão-seda. Numa publicação no Facebook, a Alianza aproveitou para realçar que "o sucedido não representa nenhum risco para os que continuam a tomar banho, a nadar ou a mergulhar nas águas das Canárias".

No entanto, isso não impediu que se gerasse alarme pelo que tinha acontecido, tanto na imprensa como no Twitter. Já no dia seguinte, a própria Cristina Ojeda lamentava, na mesma rede social: "Isto começa a descontrolar-se. Por favor, nada de alarmismos. Voltava a nadar amanhã se não fossem as ligaduras".

A médica brincou ainda com a atenção que lhe trouxera o incidente. "Socorrer pessoas do 11M, prémios de investigação, operar fraturas de feridos graves... e o que me torna famosa é ter sido mordida por um tubarão", escreveu.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG