Trump responde a Meryl Streep, uma das atrizes "mais sobrevalorizadas"

Na cerimónia dos Globos de Ouro, a atriz fez um discurso em que praticamente só atacou o presidente eleito dos Estados Unidos

Donald Trump defendeu hoje que Meryl Streep é "uma das atrizes mais sobrevalorizadas de Hollywood", depois de a norte-americana ter feito um discurso na cerimónia dos Globos de Outro, esta madrugada, em que, sem nomear o presidente eleito, praticamente só o atacou.

Prestes a tomar posse como presidente dos Estados Unidos, Donald Trump escreveu no Twitter aquilo que já afirmara ao The New York Times, dizendo que não ficou surpreendido por ter sido alvo de ataques por parte de "pessoas liberais do cinema".

Trump lembrou que Meryl Streep é uma apoiante de Hillary Clinton "que perdeu em grande", que esteve na convenção democrata que a oficializou como candidata do partido e que "muitas destas pessoas apoiaram Hillary".

Meryl Streep, vencedora do prémio carreira, criticou o presidente eleito pela retórica de desunião. "Vocês e todos nós nesta sala pertencemos verdadeiramente aos segmentos mais vilipendiados da sociedade norte-americana neste momento. Pensem nisso. Hollywood, estrangeiros e a imprensa", disse.

"Mas quem somos nós? E o que é Hollywood, de qualquer forma? Um monte de pessoas de outros sítios. Hollywood está cheia de forasteiros e estrangeiros. Se corrêssemos com todos, não havia nada para ver, a não ser futebol e artes marciais, que não são bem artes", afirmou.

Com ironia, a atriz elogiou o desempenho de Trump quando gozou com um jornalista do The New York Times com incapacidade física.

Donald Tump voltou a garantir que nessa situação não pretendia gozar com o repórter. "As pessoas continuam a dizer que eu queria gozar com a deficiência do jornalista, como se a Meryl Streep e os outros conseguissem ler os meus pensamentos, e eu não fiz isso", afirmou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG