Trump: "Podia dar um tiro em alguém na 5.ª Avenida e não perdia votos"

Favorito à nomeação republicana para as presidenciais de novembro elogiou a lealdade dos seus eleitores.

Num comício no Centro Sioux no Iowa - o estado que a 1 de fevereiro lança as primárias para a escolha dos candidatos às presidenciais de novembro nos EUA - Donald Trump não se cansou de elogiar a lealdade dos seus apoiantes. "A minha gente é tão inteligente - e sabem o que mais dizem dos meus apoiantes? As sondagens?", questionou o favorito republicano antes de acrescentar: "Tenho os apoiantes mais leais".

E para dar um exemplo dessa lealdade, o magnata do imobiliário garantiu: "Podia dar um tiro a alguém no meio da 5.ª Avenida e não perdia um único voto, OK?".

Se pode ou não disparar a matar na mais conhecida avenida de Nova Iorque sem que a sua campanha sofra com isso, não sabemos, mas a verdade é que Trump tem multiplicado as declarações polémicas sobre os imigrantes mexicanos, sobre as mulheres, sobre os muçulmanos, etc - e continua a liderar destacado as sondagens republicanas.

A última sondagem da CBS/New York Times mostra que 36% dos inquiridos preferem Trump como candidato republicano à Casa Branca, contra 17% para o senador do Texas Ted Cruz.

Os americanos vão a votos para as presidenciais a 8 de novembro para escolher o sucessor de Barack Obama. O novo presidente toma posse em janeiro de 2017.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG